Orgias - Claudia e o casal BI - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa R√°pida


Receba os Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner

Claudia e o casal BI

Ver todos os Contos Eróticos de claudia2011

Referência (ID): 370
Creio não preciso mais me apresentar, mas sou a Cláudia, casada com o Roberto e estamos publicando semanalmente contos e histórias sobre nossas taras, fantasias e fetiches e quero agradecer as centenas de emails que temos recebido comentando nossas histórias e fantasias, mas o que mais nos chamou a atenção foi a quantidade de mulheres que escrevem dizendo que se identificam comigo e a quantidade de homens que dizem que gostariam de ter uma companheira, esposa ou namorada que curtisse este tipo de fetiche e fantasia.
Esta hist√≥ria que vou contar para voc√™s foi uma das que mais me deu tes√£o, na √©poca em que ocorreu, pois sempre foi uma fixa√ß√£o e uma tara que eu sonhava realizar e que fico toda molhada s√≥ de pensar em como aconteceu, pois embora me conhe√ßam atrav√©s de relatos de diversas hist√≥rias e sabem que j√° participei de muitas coisas loucas nestes longos anos em que transamos rela√ß√Ķes de swing, m√©nage e outras, a que relato hoje √© uma que eu sonhava realizar e que nunca tinha tido uma oportunidade real.
Sempre adorei ver filmes gays e ficava maluca naquelas cenas onde aparecem rela√ß√Ķes homossexuais, acho maravilhoso e lindo ver dois homens se beijando, se chupando, se punheteando e metendo um no outro. Sempre senti a maior tes√£o em me imaginar participando de uma rela√ß√£o destas, mas nem imaginava que viria a realizar esta fantasia, de forma t√£o r√°pida e t√£o intensa.
Fomos na casa de um casal de amigos que morava no interior do Estado e recebemos um convite para ir a um baile de Comenda em um tradicional Clube do Município, este casal que vou chamar de Nelson e Ana eram membros da Diretoria desse Clube e como adoramos festas, aceitamos de imediato.
Embora nunca tiv√©ssemos tido nenhuma rela√ß√£o er√≥tica ou sexual com o Nelson e a Ana, algumas coisas j√° estavam escritas e escancaradas, pois gestos, m√£os e situa√ß√Ķes, a cada pequeno toque, criavam situa√ß√Ķes mais e mais er√≥ticas entre todos e sab√≠amos, acabariam mais cedo ou mais tarde, em uma grande suruba.
Como eu e a Ana conversamos muito, trocamos confidências e ela já sabia que praticávamos swing e ela também me confidenciou que já haviam tido uma relação de ménage com outro homem e que havia rolado um lance onde o cara chupou o Nelson e ela adorou ver. Neste momento percebemos que nós duas tínhamos a mesma fantasia, que era ver e participar de uma relação homo e combinamos que iríamos fazer de tudo para realizá-la, com nossos maridos, nesta noite e a qualquer custo,
Fomos a tal Comenda e a festa estava maravilhosa, acabamos saindo de lá em torno de 04:00 hs. da manhã completamente bêbados. Eu quando bebo, fico bem louquinha, tendo que me segurar para não dar vexame, a minha tesão fica incontrolável e a flor da pele e já no carro liberei geral, beijei o Nelson, deitei no seu colo, lambi e enfiei o pau dele na boca, depois agarrei a Ana, a beijei no que fui muito bem correspondida e abrindo nossas blusas ficamos nos roçando, acariciando e mamando os seios uma da outra...
Quando chegamos a casa deles, al√©m de estarmos sem condi√ß√Ķes de dirigir j√° estava muito tarde para ir embora e eles nos convidaram para ficar, ent√£o resolvemos dormir l√° mesmo, at√© porque quer√≠amos tentar estreitar ainda amais nossa rela√ß√£o que j√° estava bastante desinibida e como estava rolando um clima de muita sensualidade entre n√≥s, com muita exibi√ß√£o e voyerismo e embora n√£o tivesse havido nada mais que chupa√ß√£o e um arreto muito forte, esper√°vamos que rolasse algo mais s√©rio.
Na sala e bebendo mais um u√≠sque, ficamos conversando sobre id√©ias, taras, fantasias, fixa√ß√Ķes e desejos e o clima come√ßou a esquentar, ent√£o o Nelson ent√£o colocou uma m√ļsica suave e ficamos dan√ßando e nos bolinando.
Logo a seguir estávamos de parceiros trocados e foi-se criando um clima de erotismos e sensualidade que envolveu a todos, o Nelson colocou a mão por dentro do meu vestido e apertava minha bunda e meus seios e o Roberto chupava os seios da Ana, em uma situação altamente sensual e excitante...
Quando eles quiseram tirar nossas roupas e partir para os finalmente, decidimos que era hora de tomar rédeas da situação e propor as nossas regras:
Como condição para continuar a sacanagem, propomos um jogo de cartas onde quem tirasse a carta menor tinha que obedecer a quem tirasse a carta maior e tirar uma peça de roupa até todos ficarem nus e após tirar toda a roupa o perdedor deveria cumprir a ordem de quem tirasse a carta maior, valendo tudo e para nada podia ser dito não.
O Nelson falou que toparia a brincadeira, mas que realmente a regra tinha que valer para todos e não poderia ser dito não, como ele ha muito tempo queria comer o cuzinho da Ana e ela sempre negou, perguntou se isto também estava valendo no jogo, quando ela disse que sim, ele topou no ato...
O Roberto nem chiou, pois adorava uma sacanagem, mas disse que antes queria ver até que ponto nós estávamos preparadas para fazer o que estávamos propondo e falou que para tirar a febre e para servir como aquecimento para o que viria a seguir, iria ligar para uma tele-entrega de pizza e que quando o entregador chegasse, nós duas deveríamos recebê-lo nuas ou então com roupas sumárias.... Lógico que topamos, pois estávamos extremamente excitadas, além de bêbadas...rs..rs...rs...
Ele ligou, pediu a pizza e enquanto esperávamos, começamos a jogar, sendo ressaltado novamente que valia tudo e que não podia ser dito não para nada.
Nesse momento a campainha tocou e eu j√° estava apenas de tanguinha fio dental e sapato alto e a Ana estava ainda de saia, tanguinha e sapato alto, o Roberto e o Nelson se esconderam e a Ana tirou a saia e fomos atender o entregador apenas de tanguinha e salto alto.
Para dar maior suspense me escondi parcialmente atrás da porta de ferro e peguei a pizza, enquanto a Ana desfilava e se mostrava descaradamente, após sob o pretexto de pegar o dinheiro saí de trás da porta, rebolando o meu rabão e me mostrei completamente para o rapaz... Para provocar ainda mais, nos abraçamos e fomos juntas fazer o pagamento da encomenda e acabei dando um beijo de língua na Ana o que o deixou sem a mínima reação... Então agradecemos, fechamos a porta e o mandamos embora de pau duro... rs...rs...rs...
Voltamos à sala e recomeçamos o jogo, o Roberto que no início já estava só de calça, foi o primeiro a se pelar e teve que cumprir algumas tarefas antes dos outros, chupou a chana da Ana enfiou a língua no cuzinho dela e exigimos que ele acariciasse e punheteasse o Nelson.
Eu e a Ana perdemos a seguir e acabamos ficando nuas na seq√ľ√™ncia, por fim quem se pelou por √ļltimo foi o Nelson.
Como não existiam mais roupas para tirar, deveriam ser dadas ordens de ação, O Roberto ganhou e a Ana perdeu e a ordem foi que ela me desse um beijo de língua bem demorado e que lambesse minha boceta.
Depois eu ganhei e ela perdeu novamente, mandei que ela chupasse o pau do Roberto e assim foi até que eu ganhei e que o Roberto perdeu e eu sem titubear mandei ele chupar o pau do Nelson.
Ficou uma situação bem constrangedora, ele não sabia se cumpria o pedido e o Nelson não sabia se deixava fazer, mas nós fizemos valer nossa vontade e após lembrar o que havia sido combinado e ameaçamos deixar o jogo caso eles não cumprissem a tarefa.
Eles cumpriram, mas deixaram bem claro que a partir daquele momento tudo era possível e realmente não seria aceito qualquer tipo de não como resposta, após isso o Nelson perdeu e também acabou fazendo uma chupeta para ele...
Em outras rodadas foi mandado que um esfregasse o pau na bunda do outro, e depois que deixasse o pau de um no meio das coxas dos outro, enquanto nós chupávamos o pau entre as coxas.
A Ana perdeu e teve que ficar de quatro e abrir o cuzinho para que o Nelson e o Roberto enfiassem a cabecinha do pau no rabo dela e pintou outros lances bastante sensuais entre os quatro. E mesmo que n√£o tenha havido penetra√ß√£o entre os homens para n√≥s as mulheres foi a realiza√ß√£o de um desejo h√° muito acalentado, mas a noite rec√©m estava come√ßando e ainda esper√°vamos mais... J√° eram mais de 06:00 hs. quando resolvemos nos deitar e foi feita uma grande cama na sala com dois colch√Ķes de casal e deitamos todos juntos.
A Ana estava s√≥ de tanguinha e o Nelson de cuecas, esqueci de comentar a Ana √© uma dessas mulheres muito gostosas, que chama a aten√ß√£o de longe, meia √ćndia, linda, cinturinha fina, quadris largos, seios enormes e bem firmes, bundinha empinada e cara de muito puta e safada, o Nelson √© moreno, olhos negros e penetrantes, corpo bem trabalhado e uma bundinha muito bem feita, parece uma menina, o Roberto como atleta, tem um abunda bonita, musculosa e de macho. Quero ver o quanto ele vai ser macho, quando estiver sendo enrabado... rs...rs...rs...
Deitamos-nos e a sacanagem rolou solta, o Roberto começou a chupar meus seios, o Nelson fazia a mesma coisa com a Ana, depois dei um jeito de me aproximar e cai de boca na chaninha da Ana metendo a língua no grelo e dedo no cuzinho, enquanto Nelson a agarrava chupava e se esfregava na sua bunda.
Eles apagaram as luzes e deixaram apenas um pequeno abajur ligado, aí que tudo começou a ficar diferente e muito mais interessante, pois no meio de toda aquela chupação e enrosco, várias vezes passávamos a mão na bunda dos nossos machos e enquanto os chupávamos, eu aproveitava e enfiava o dedo no cuzinho do Roberto ou do Nelson e eles não fizeram qualquer tipo de objeção.
Eu estava enlouquecida de tesão, pegava as vezes a mão de um deles e fazia com que agarrasse e acariciasse o pau do outro, que muitas vezes estava dentro de uma de nós. Quando o Roberto foi dedilhar e chupar o grelinho da Ana, espalmou a mão na sua xana e agarrou em cheio o cacete do Nelson que estava duríssimo e estava todo atolado naquele buraco e lambeu os dois.
Aquela brincadeira começou a criar um clima de erotismo e de cumplicidade maravilhoso entre nós, eu sentia que todas barreiras de sexualidade estavam para ser rompidas.
O Roberto colocou a Ana de quatro e atolou o cacete no cuzinho dela, começando a bombear, ela gemia, rebolava e gritava como uma desesperada enquanto o Nelson dedilhava seu grelo e chupava os seus seios, percebi ainda que o Nelson estava ao lado do Roberto com o pau extremamente duro, aliás estava tão perto, que chegava a roçar e encostar o cacete no braço dele.
Cochichei no ouvido do Roberto que adoraria vê-lo chupando e com aquele pau enterrado bem no fundo da garganta e ele sem frescuras e aproveitando a tesão do momento, agarrou o pau do Nelson e começou a punhetea-lo.
O Nelson adorou aquilo e começou a fazer carinhos na cabeça do Roberto e foi posicionando o pau na direção de seu rosto, até que acabou por enterrar todo o cacete na sua boca.
Eu e a Ana não acreditávamos, era tudo que imaginávamos e o que queríamos... Ondas elétricas percorriam meu corpo e a tesão ficou insuportável, o Roberto por sua vez se soltou e chupou e lambeu o cacete do Nelson como se fosse um picolé, enquanto eu os acariciava...
A Ana vendo que havia muita sensualidade e excitação no ar foi se posicionando puxando o Roberto em direção a ela enfiou o seu pau na boca iniciando um demorado e lambido 69, inicialmente achei que havia sido coincidência, mas depois ela me revelou haver sido proposital, pois nessa posição ela deixou o Roberto com o cuzinho exposto e bem arreganhado virado para o Nelson e ele ao ver aquela oferta, nem pensou e começou a se esfregar na bundinha dele, que lembro ainda virgem até aquele dia.
E eu mesma agarrei, ensalivei o cacete do Nelson e o posicionei na entradinha do c√ļ do Roberto e o ajudei a penetr√°-lo lentamente. O Roberto sem pensar, se abriu todo e para minha surpresa, foi agasalhando todo o pau todinho dentro do rabo gemendo e rebolando, enquanto for√ßava a bunda para tr√°s, facilitando a entrada..
Olhávamos maravilhadas aquela pica entrando e saindo do rabinho do Roberto, o que nos fez gozar várias vezes, ele dizia que estava sendo rasgado e estuprado, que estava sentido dor, mas que a tesão era maior que qualquer outra sensação.
O Nelson começou a acelerar os movimentos de vai e vem da pica no seu cuzinho como um alucinado, até que gozou e o encheu de porra, que escorreu pelas suas coxas enquanto ele gozava na boquinha da Ana.
Mas queríamos mais e enquanto chupava o pau do Nelson e a Ana o beijava, o Roberto veio por trás dele e começou a se meter naquele cuzinho que também era virgem até ali. Ele relaxou e o Roberto foi metendo lenta e vigorosamente, enquanto nos chupávamos, beijávamos e nos esfregávamos neles com muita tesão. Senti nas minhas mãos quando o saco do Roberto encostou na bunda do Nelson e foi iniciado um vigoroso movimento de vai e vem, atolando até o talo dentro do rabo dele, que até tentou tirar e escapar, mas o seguramos pelos quadris e o mantivemos na posição.
Ele reclamou que estava doendo, mas que também estava adorando e nós não tivemos pena dele, o Roberto tirava quase que tudo de dentro e enfiava novamente de forma vigorosa, fazendo um vai e vem ritmado, cada vez com mais força e mais tesão até que o gozo transbordou aquele rabo apertadinho, de porra.
Continuamos naquela sacanagem ainda um bom tempo, eu me masturbava e chupava a Ana, que fazia a mesma coisa comigo, às vezes o Nelson metia em mim e na Ana, o Roberto também, eles acabaram metendo um no outro novamente e ainda se chuparam.
Nós atenderam também, quando pedimos para que fizessem um 69 enquanto lambíamos o cuzinho deles e todos gozamos feito alucinados e caímos para o lado saciados.
Dormimos até o meio da tarde, recuperando as forças e recomeçamos a brincadeira. Agora ninguém era de ninguém, eu chupava a Ana, que chupava o Nelson, que metia em mim, que chupava e metia no Roberto que metia nos dois... Nos chupávamos e chupávamos todos...
Nesse dia ainda em agradecimento ao prazer que os dois nos proporcionaram, eu a e Ana fizemos um show especial de carícias, chupação e penetração com dedos, consolo e outros objetos, para nossos homens assistissem.
A Ana que no início da noite também era virgem no cuzinho deve ter ficado tão ou mais arrombada do que os dois, porque até eu tirei uma casquinha do cuzinho dela, com um consolo.
Depois desta vez ainda saímos outras vezes, inclusive quando fomos a uma boate de swingers e eu apresentei um amigo nosso a eles.
Logo a seguir a Ana ficou grávida e resolveu não mais participar de nossas brincadeiras, mas liberou o Nelson, que por sua vez se tornou uma completa Putinha e até hoje quando tem oportunidade traz uma camisola, tanguinha, vestidos e pede para ser enrabado e para que o chamemos de putinha e vagabunda...
Adora chupar e dar aquele rabo gostoso e tem vezes que eu o enrabo com um consolo enquanto o Roberto goza na sua boca, outras vezes ele d√° o cu para o Roberto enquanto chupa a minha bocetinha. Depois disto arrumamos outros que comeram o cuzinho dele, pois ele sempre afirmava que n√≥s fomos os primeiros e ser√≠amos os √ļnicos a meter no seu rabo, mas que depois que apresentamos um amigo nosso a ele esta hist√≥ria mudou, mas isto vai ser objeto de outro conto...

Claudia ‚Äď [email protected]
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Er√≥tico. Registe-se, é gratuito.
Claudia e o casal BIClaudia e o casal BIClaudia e o casal BIClaudia e o casal BIClaudia e o casal BI

Coment√°rios  

 
0 #3 Menino do Rio 13-04-2013 13:22
Delicia demais, qdo encontramos um casa. bi, sempre as coims fluem melhor, adorao demais bjos, conte mais dessas orgias
Citar | Reportar ao administrador
 
 
0 #2 casado bi pauzudo 10-03-2013 13:02
oi adorei mim deu tez√£o quero realizar essa minha fantazia com minha garota faz sexo com um cara bastante dotado curto mostra minha mulher na web pra ver os caras gozando com um bello pau meu msn dotadoflexcmeuv c
Citar | Reportar ao administrador
 
 
-1 #1 LOIRA TARADA 28-08-2011 20:55
nossa!!! ameii
me molhei toda
parabéns
Citar | Reportar ao administrador
 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

√öltimos Coment√°rios

  • What you published made a ton of sense. ... Mais...
  • posso comer sua mulher moro em Ituiutaba... Mais...
  • Gostei do seu conto gostaria de ter uma ... Mais...
  • quero conhecer mulheres q praticam zoo Mais...
  • quase me fez gozar mt bom! Mais...
  • I'm not sure exactly why but this web si... Mais...
  • Adorei seu conto... Conte muito mais sob... Mais...
  • Link exchange is nothing else however it... Mais...
  • This post is really a nice one it assist... Mais...
  • foi como aquele amigo disse !! filma tud... Mais...