Teens - Hotel em Lisboa - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa R√°pida


Receba os Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner

Hotel em Lisboa

Ver todos os Contos Eróticos de MOD

Referência (ID): 47
Ol√° Moderador

Como estou contente por você ter organizado o Fantasy Island e poder
escrever incógnitamente. Ainda me lembro do Fórum do ELE ELA quando
me derretia de tesão com as estórias ali contadas.

Apesar de ser considerada uma mulher s√©ria e recatada pelos meus amigos, aconteceram alguns fatos na minha vida, alguns dos quais nunca tive coragem de relatar nem para as minhas melhore amigas com medo de que um dia viesse a p√ļblico, mas assim.. acobertada pelo anonimato, me sinto mais a vontade para contar.

Uma das vezes que me lembro com o maior tes√£o do que me aconteceu foi quando meus pais combinaram com minha tia Helena de me levar para uma volta pela Europa nos anos 80. Eu tinha rec√©m completado 20 anos e havia experimentado sexo em dois relacionamentos que logo terminaram. Meus pais me colocaram num v√īo da TAP para Lisboa e combinaram com minha tia que morava nos USA de me encontrar l√° no mesmo dia que eu chegasse, no Hotel Eduardo VII. Ao chegar l√° recebi um telegrama (√© na √©poca ainda se enviava telegrama) dizendo que elas tinham perdido o v√īo e s√≥ chegariam no dia seguinte.

Resultado, passeei por Lisboa a pé mesmo e ao anoitecer me senti insegura pra sair de novo pela rua pra jantar e comi no hotel mesmo. Dali como ainda estava cedo, fui para o bar e pedi um Martini doce (note-se que eu não estava acostumada a beber, pois meus pais me restringiam muito). No canto do balcão havia dois homens morenos, um aparentando uns 28-30 anos e o outro uns 40 e poucos.

Conversavam animadamente em italiano, quando me notaram e mandaram o garçom me servir mais um drinque. Eu agradeci a inesperada oferta, e o mais novo veio até mim e perguntou meu nome. Não falo italiano mas me viro bem em espanhol, e ele também.

Come√ßamos a conversar e soube que eles eram empres√°rios que estavam em Portugal a trabalho. Papo vai papo vem, eu bobinha aceitando os drinques que iam se sucedendo, quando dei por mim, j√° estava bem bebadinha e disse que ia dormir. Eles se ofereceram para me levar l√° pra cima pois tamb√©m iam dormir cedo para acordar para diversas reuni√Ķes no dia seguinte.

Na porta do quarto eu j√° tava t√£o de pilequinho que quase ca√≠, da√≠ eles me levaram pra dentro do quarto e se sentaram comigo no sof√° continuando a conversar e contar coisas engra√ßadas, e continuando a beber o que tinha no frigobar do quarto. L√° pelas tantas come√ßou a rolar o papo de sacanagem e eu me assustei, mas eles me acalmaram e continuaram a contar coisas engra√ßadas. Da√≠ n√£o sei como (acho que reclamei do calor) me tiraram a blusa e logo a seguir o meu soutiens. N√£o deu nem pra come√ßar a sentir vergonha e logo cada um deles come√ßou a chupar meus peitos que na √©poca eram super durinhos, n√£o grandes, mas durinhos e cabiam certinho na palma da m√£o deles. Aquilo j√° me deu um tes√£o danado. Mesmo minha mente querendo parar eles, minha xoxota j√° estava aguando pra valer. Em pouco o mais novo botou o pau pra fora, que era fino mas comprido pra caramba. N√£o tenho bem id√©ia de medida mas era maior do que a maioria dos paus que me visitaram nos anos seguintes. Eu j√° tinha colocado um pau na boca, mas fiquei com receio pois nem conhecia eles. Mas eles foram gentis, me acariciando os seios e a xota por cima da calcinha e acabei experimentando um beijinho na cabe√ßa da piroca dele. Da√≠ perdi mesmo o controle e mais um pouco j√° tava at√© sem calcinha, quando o mais velho tirou a pica de dentro da cueca. Caramba... nem t√£o grande mas Jesus, como era grossa. Deixei escapar um ‚ÄėNem pensar‚Äô.

Daí em diante foi uma floresta de dedos me perseguindo, entrando em todos os meus buracos, ambos me

Beijando, lambendo o pescoço, as orelhas, os seios, os ombros, a barriga, até que um se aproximou da minha xoxota. Aí fiquei novamente com medo, mas eles foram gentis.

O mais novo levantou ambas as minhas pernas e o mais velho me beijou as coxas devagarzinho, lambendo e soprando e eu delirando de tesão. Minha xoxota parecia já estar a mil graus de temperatura e completamente uma poça. Aí o sem vergonha do mais velho mergulhou a língua dele na minha racha e lambeu forte o meu grelinho.

Nunca tinha gozado tão rápido mas a sensação e a ocasião foram mais forte e eu esperneei pra valer gozando na boca do italiano coroa.

Ent√£o me ajoelhei no ch√£o e comecei a chupar o pau dele, grosso pra caramba, que quase nem cabia na minha boca.. e o novinho veio me bolinar por tr√°s at√© eu sentir a cabe√ßa dela cutucar minha xota. N√£o dava pra resistir e o cacete dele comeu minha xota que n√£o via pica h√° mais de 6 meses, desde o meu √ļltimo relacionamento.

O mais velho ent√£o falou qualquer coisa parecida como ‚Äėcomer el culo de la ragazza‚Äô

E o novinho reclamou que com aquela piroca grossa ele ia estragar o ‚Äėaparato‚Äô antes dele poder usar. Concordaram ent√£o do novinho da pica comprida e fina me enrabar primeiro. Gelei pois s√≥ tinha dado meu c√ļ uma vez e mesmo assim s√≥ deixei botar a cabecinha. O safado foi no meu banheiro, apanhou meu melhor creme hidratante, besuntou minha xota e cuzinho e senti encostar a cabe√ßa (gra√ßas a Deus fina) no meu bot√£ozinho. Eu quis reclamar mas o mais velho tapou minha boca com um beijo enquanto o novinho dava um jeito no meu c√ļ. Qando dei pela coisa j√° tinha quase uns 20 cm de pica no rabo e senti ela bem l√° dentro. Em pouco o coroa reclamou e me fez sentar com a xota na pica dele. Caramba como era grossa. Demorou pra entrar mesmo minha xota estando uma po√ßa. Mas coube. E o novinho me enrabou de novo.

Nossa... nunca tinha levado dois paus (ali√°s era uma fantasia minha desde pequena quando vi isso numa das revistas desenhadas do meu irm√£o). Fiquei ali um tempo que pareceu horas , sendo fodida e enrabada ao mesmo tempo, com os dois me beijando a nuca, os peitos e afagando meus peitos, at√© que o mais velho disse que tamb√©m queria experimentar o meu c√ļ.

Na mesma hora recuei, mas novamente eles foram gentis e o mais novo disse que ia ajudar. Besuntou mais minha bunda com creme hidratante (acabou com ele o safado)

E abriu as ma√ß√£s da minha bunda encorajando o mais velho a colocar aquele pic√£o no meu rabo. Ardeu pra caramba e demorou mas acabei acomodando o danado do gigante no meu √Ęnus. Ele foi gentil e me enrabou com cuidado. L√° pelas tantas avisou que ia encher meu c√ļ de leite e n√£o deu outra. Senti o pau dele pulsar e sabia que meu buraco de jovenzinha tinha sido aleitado pela primeira vez. Quando ele tirou o pau pensei que tinha ficado com um t√ļnel aberto mas depois foi fechando. O mais novo quis compensa√ß√£o e pediu para eu sentar com a xota no pau dele. Cavalguei aquela mangueira at√© sentir ele se aproximar do gozo quando ent√£o dei um pulo fora (pois n√£o queria levar um italianinho pra casa...) e chupei o pau dele at√© ele gozar no meu rosto.

Depois eles foram embora e eu tomei um banho quente gostoso e fui dormir.

No dia seguinte minha tia chegou e me perguntou se tinha acontecido algo de mais, e eu tive que mentir e dizer que fui dormir cedo (√© mas com o c√ļ ardendo..).

Nunca tive coragem de contar isso nem pras minhas melhores amigas pois iam me taxar de puta. Graças a Deus que você criou o Fantasy Island.

Em breve conto outra interessante que me aconteceu.

Agora quero ler a dos outros participantes.

Um beijo

Carla Zéfira
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Er√≥tico. Registe-se, é gratuito.
Hotel em LisboaHotel em Lisboa

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

√öltimos Coment√°rios

  • eu goste eu dei pro meu irm√£o eu tinha a... Mais...
  • Tem what? Mais...
  • Quem e de bh? Mais...
  • Algu√©m afim de amizade? Sou loco p ser i... Mais...
  • Sou pernambucano louco por zoofilia gay.... Mais...
  • Sheyla, essas s√£o as fodas as mais gosto... Mais...
  • nossa que tesao vou gozar tambem Mais...
  • E uma delicia sentir o cachorro bombando... Mais...
  • Muito bom, j√° fiquei varias vezes colado... Mais...
  • sua irma √© safada em adoraria come ela Mais...