Incestos - Grudadinho com papai - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa Rápida


Receba os Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner

Grudadinho com papai

Ver todos os Contos Eróticos de mrpr

Referência (ID): 678
E ai galerinha como estão? Meu nome é Juliano minha mãe trabalhava em uma padaria e saia bem cedo para trabalhar era só ela sair para eu correr para a cama dela e do meu pai e me aninhar grudadinho em meu pai que se chama Cássio. Era ótimo, pois meu pai é quentinho dormia apenas com uma de cueca aprendi com ele a dormir assim, sempre gostei do seu cheiro, sentir os cabelos do seu peito em minhas costas era maravilhoso alem do seu calor.
Às vezes me pai levantava e me deixava dormindo ate tarde, pois ele e eu tínhamos obrigações apenas após o almoço. Meu pai era muito carinhoso comigo, era muito divertido, dizia que eu tinha um lindo sorriso e queria sempre me ver assim sorrindo e me atacava fazendo cócegas em minhas axilas, meu peito, minhas costas, meus pés, em geral só tenho cócegas nas solas dos pés e nas axilas, mas ele fazia de um jeito que seu toque me tirava arrepios, risos, uma sensação diferente onde quer que me tocasse.
Meu pai ficava de conchinha e quando eu ia me encaixar ficava com seu pau bem na minha bunda, não era raro eu sentir seu volume duro e instintivamente empurrava meu corpo para mais perto que delicia sentir aquela pressãozinha em minha bunda.
Um dia quando ouvi a porta da sala se fechar fui correndo para o quarto de papai, mas sua porta estava trancada e ele não abriu para eu entrar depois me disse que estava muito calor e ele estava dormindo pelado e foi por isso que ele não abriu a porta então tive uma idéia, sabia que tinha uma chave reserva em uma caixinha peguei e guardei no meu quarto. Na outra vez aconteceu a mesma coisa a porta trancada, mas desta vez eu estava preparado destranquei a porta e me aninhei debaixo no meu pai, realmente meu pai estava pelado seu pau estava duro e ao empurrar minha bunda ele encaixou na entradinha do meu buraquinho nossa que delicia, meu pai me abraçou e disse que não devia ter feito isso, disse que não tinha problema nenhum então ficamos a manha toda abraçados na cama pelados.
A sensação de sentir a cabeça do seu pau na entradinha do meu cu querendo entrar foi muito boa, então tentei em outro dia empurrar mais porem meu pai contestou dizendo que estava doendo para eu ficar quieto pois como não entrou incomodou meu pai tive então uma idéia antes de entrar no quarto untei meu cuzinho com creme entrei me posicionei e novamente fui empurrando minha bundinha o pau do meu pai não é cabeçudo tem a ponta fina e vai engrossando o que facilitou a entrada que delicia, meu pai percebeu e disse que aquilo não podia acontecer que ele era meu pai, estava tão gostoso sentir o cacete de meu pai em meu cuzinho que comecei a contrair meu cu para sentir melhor o que deixou meu pai com muito tesão, ele começou a alisar meu corpo e a se movimentar enfiando o resto de seu cacete pois só havia entrado a cabeça ate então. Papai beija minha orelha e acelera os movimentos, pega em meu pau e começa a me masturbar me proporcionando ainda mais prazer em poucos minutos gozo litros sentindo papai inundar meu cuzinho de porra. Ficamos grudadinhos a manha toda sem que meu pai tire seu pau do meu cu.
No dia seguinte ao entrar no quarto papai já estava de pau duro e pediu para eu chupa lo, mamai como se fosse uma mamadeira sugando no pau do papai que ainda me ensinou a passar a língua lamber suas bolas e outros truques. Papai me colocou de quatro e começou a me dedar colocando e tirando seus dedos em meu cu deliciosamente, papai beijava minha boca e minhas costas se posicionou e então começou a me penetrar comigo na posição de quatro na cama, muito gostoso, mas gostei mais quando ele se deitou e eu sentei em seu mastro e o cavalguei me senti diferente poderoso, gostoso, safado e com muito tesão.
Papai e eu ficamos tendo este caso por um tempo, mas não sei se minha mãe andou desconfiando ou por outro motivo que ate hoje não descobri ele não quis mais. Hoje tenho 19 anos e moro com Alcântara de 37 anos ele é muito paciente comigo, me ensina muita coisa, esta sempre preocupado comigo e atencioso, sexualmente me atende em todos os quesitos tem um pau do tamanho e grossura que me da muito prazer, faz um sexo oral maravilhoso e com ele aprendi a dar muito mais prazer no sexo oral, sou mais passivo mas eventualmente faço a posição ativa que aprendi com All. Dormimos todas as noites agarradinhos de conchinha, é delicioso dormir com a cabecinha do pau de All na entradinha do meu cuzinho me relaxa me faz bem dormir dentro do seu abraço, me deixa confortável os pelos do seu peito seu calor, me faz sentir amado seu beijo, seus carinhos, me sinto compreendido com sua calma, seu respeito seu olhar.

Autor: Mrpr2
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Erótico. Registe-se, é gratuito.
Grudadinho com papai

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

Últimos Comentários

  • Nossa , quiria um papai assim ... Tenho ... Mais...
  • Quer me comer ricardo?? Mais...
  • Quero dar o cu e minha buceta..quem quer... Mais...
  • minha cadela é bem assim adora que eu co... Mais...
  • eu tenho uma cadela que adora ser fodida... Mais...
  • Muito bom seu conto. No meu entender, vo... Mais...
  • Eu que não tive a sorte de ter meu cuzin... Mais...
  • tenhocm de pau Mais...
  • ola delicia tb sou pastor amei seu conto... Mais...
  • Vc deve ser um doente mental, judiar ass... Mais...