Gays - Novidades na republica. (2ªParte) - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa R√°pida


Novidades na republica. (2ªParte)

Ver todos os Contos Eróticos de mrpr

Referência (ID): 1375
Novidades na republica. (2ªParte)

Est√°vamos os quatro na sala assistindo o porn√ī que Alberto havia trago sendo que Leonardo, Milton e Alberto j√° estavam com seus cacetes para fora sendo massageados por suas pr√≥prias m√£os enquanto eu mesmo de cacete duro ainda o mantinha dentro de meu short.
_ Deixem meu colega de quarto em paz galera, não ta vendo que o menino é tímido?
Disse Alberto alisando minha coxa.
_ De boa Mateus pode tirar seu pintinho pra fora, bate uma ai com a gente ou vai dizer que nem uma punheta você não sabe bater?
_ Se não souber o Alberto bate uma pra você kkkkkk
_ Pois se tu quiser saber bato mesmo!
Disse Alberto já pegando em meu pau por cima do short e dando uma apertadinha deixando meu pau ainda mais duro e quase me fazendo gozar já que nunca ninguém ainda havia pegado em meu pau. Mas claro que para manter a poso mesmo gostando apesar de achar muito estranho ao mesmo tempo tirei a mão de Alberto do meu cacete.
Leonardo se levantou foi a cozinha bebeu agua e ao voltar segurou meus braços e gritou para Alberto.
_ Tira o calção dele Alberto!
_ N√£o! Me solta! Parem com isso!
_ Tira! Tira!
_ Alberto claro não perdeu a oportunidade e tirou meu calção mesmo eu me debatendo e mexendo minhas pernas tentando chuta lo.
Logo meus 15 cm estavam para fora, ornado com meus pelos pubianos naquela época sem aparar ate o saco, apesar que mesmo nunca aparados eram menos que os de Milton.
Fiquei envergonhado e quando solto por Leonardo tentava esconder meu membro com minhas mãos já que Alberto havia sentado em cima de meu calção. O filme continuou e logo todos estavam entretidos com o filme aquele som de gemidos que vinha da tv se misturava aos gemidos mais contidos dos rapazes, eu mesmo sem querer acabava olhando não so para o filme, mas também para os pintos dos rapazes e sem querer Alberto me pegou fazendo isso, mas nada disse apenas esboçou um sorrisinho safado e acelerou sua punheta e a sala aos poucos fui trocando o cheiro de pizza por cheiro de suor e porra pois os caras aos poucos foram esporrando junto a gemidos de tezão primeiro eu que não pude me controlar com todo aquele tezão que eu sentia depois de um tempo Alberto seguido por Leonardo e por ultimo Milton que foi quem mais gozou parecia que o cara estava mijando porra. Leonardo foi o primeiro a ir tomar banho eu continuava na sala com o pau duro e como os outros continuavam a ver o filme ainda gozamos mais uma vez enquanto Leo tomava banho, depois foi a vez de Milton ir para o banho se lavar o que acabou me deixando sozinho na sala com Alberto com a maior cara de tarado do mundo. Eu tentava não olhar para ele, mas sentia seus olhos me olhando me encarando sem nenhum disfarce.
Eu que j√° tinha parado de bater punheta, pois j√° tinha gozado duas vezes e meu pau j√° estava meio mole todo gozado em cima de minha perna de repente sinto uma m√£o.
_ Cara se é louco?
_ Shiiiiii!!!!
Alberto começou a me bater uma punheta despertando novamente meu cacete.
_ Alberto pode aparecer alguém a qualquer momento!
_ Cala a boca e so relaxa.
_ Alberto colocou sua outra m√£o em minha boca que estava com gosto e cheiro de sua porra enquanto em masturbava com a outra logo mais uma novidade para mim senti sua boca me chupando eu estava delirando, mas de repente Alberto parou, pois ouviu o chuveiro ser desligado e Milton abrir a porta do banheiro. Sai correndo e entrei no banheiro e bati outra punheta.
Terminei meu banho e só então lembrei que não tinha levado roupa limpa e se quer a toalha pedi para Alberto me trazer e claro ele não perdeu a oportunidade de zoar comigo fingindo me entregar a toalha e puxar de volta. Peguei a toalha coloquei em volta da cintura e ainda levei um tapa na bunda de Alberto que entrou para o banheiro rindo feito um bobo.
Quando Alberto entrou no quarto eu fingi estar dormindo ele veio ate mim, mas nada fez voltou para sua cama e desta vez se deitou nu vi abrindo apenas uma fresta dos olhos.
Logo no caf√© da manh√£ Milton e Leonardo n√£o perderam tempo com insinua√ß√Ķes sobre o que tinha acontecido entre Alberto e eu sozinhos no quarto a noite eu tentava negar e Alberto no lugar de me ajudar nas nega√ß√Ķes punha mais lenha na fogueira eu super constrangido j√° estava tremendo de raiva todo vermelho vendo isso com medo de que eu passasse mal e tamb√©m j√° na hora de cada um seguir seu rumo pararam com as goza√ß√Ķes.
Ficando apenas Alberto e eu na mesa ele vem falar comigo:
_ Relaxa mano é só zoação dos caras.
_ Eu sei, mas bem que você podia me ajudar a negar ne?
_ Não percebeu que quanto mais você negar mais eles iram zoar? Além do mais o que tem se você for gay?
_ Tem que eu n√£o sou!
_ N√£o? E como sabe? J√° experimentou?
Perguntou Alberto com seus olhos castanhos quase dentro dos meus.
_ Pare j√° com isso Alberto n√£o gosto dessas gracinhas!
Sai para o banheiro para escovar os dentes e ir para o trabalho deixando Alberto na mesa gargalhando com meu constrangimento.
Quando cheguei em casa a noite depois da faculdade ninguém estava em casa fui direto para o banheiro para tomar um banho e como estava sozinho deixei para me trocar no quarto saindo apenas com a toalha enrolada no corpo. Sai do banheiro dei dois passos e quem me aparece? Isso mesmo Alberto.
_ Nossa que vis√£o maravilhosa!
_ Albertooo!
_ O que foi só porque sou bi nem posso fazer um elogio mais?
_ Não, não é nada disso eu só não gosto dessas gracinhas de vocês.
_ Sabe Mateus acho que você esta desperdiçando seu tempo com essas atitudes conservadoras. Não curte homens ok eu respeito isso não é só porque sou bi ou porque um cara é gay que vai sair por ai transando com tudo que é homem pela frente, mas você nunca te vi com ninguém. Você gosta de mulheres arrume uma ficante, uma namorada. Cara você tem 18 anos e nunca ficou com ninguém.
_ Quem disse isso?
_ Me poupe Mateus esta na sua cara.
_ Tem medo de não saber o que fazer na hora H é isso?
Não respondi, mas Alberto percebeu que isso também me afligia.
_ Tudo bem eu vou te ajudar.
_ Sai fora Alberto.
_ Ei calma não é nada disso que você esta pensando, não vou te agarrar não, so vamos conversar vou te dizer algumas coisas eu também já fui como você virgem inexperiente e tinha duvidas e medos todas as pessoas já foram assim e cedo ou tarde você terá que enfrentar esses medos você pode dar varias cabeçadas ou pode me ouvir.
Fiquei na duvida, mas o que eu tinha a perder realmente hoje as pessoas independentes da sua sexualidade estam começando muito cedo e isto me deixava muito inseguro.
Fomos para o quarto e come√ßamos com uma conversa Alberto era muito engra√ßado, claro que fiquei muito envergonhado por diversas vezes, muito excitado por in√ļmeras outras, pela primeira vez me troquei na frente de Alberto e a partir da√≠ ficamos ainda mais pr√≥ximos principalmente porque Alberto nada contou sobre essas conversas com os outros e passou a me dar dicas de como me comportar com as outras pessoas de forma a n√£o ser t√£o t√≠mido tamb√©m.
Os dias foram passando e finalmente meu primeiro beijo aconteceu e foi com uma garota, mas n√£o foi nada do que eu esperava depois de alguns dias contei a Alberto precisei de tempo para ter coragem de me abrir ele ficou entusiasmado, mas percebeu que eu n√£o estava e me questionou o porque ent√£o disse que n√£o era que n√£o tinha gostado, mas eu esperava mais.
_ Sera que n√£o fiz direito?
_ Não existe isso Mateus essas coisas nosso corpo já nasce sabendo, mas claro que como eu disse existem algumas técnicas e jeitinhos que deixam mais interessantes esses momentos. Ela gostou?
_ Disse que sim.
_ Ent√£o pronto!
_ Mas eu achei... h√° esquece!
_ Bom so tem um jeito de saber, você confia em mim?
Perguntou Alberto bem próximo de mim olhando no fundo dos meus olhos e por um momento me perdi naqueles olhos castanhos e quando percebi os lábios de Alberto estavam acariciando os meus, sua língua tentando invadir minha boca, uma mão em cada lado do meu rosto, meu coração disparado eu sem reação, me rendi ao beijo abri mais minha boca sentindo sua língua me invadir tocar a minha, o sabor do seu gosto, a macies de seus lábios, seu cheiro.
Alberto se afastou um pouco e perguntou:
_ Tudo bem?
Minha resposta foi com um beijo, mas desta vez eu que o beijava eu desejava aquele beijo eu o invadia tomado por um desejo nunca sentindo antes um tes√£o que invadia meu corpo e me aquecia por dentro me excitando, as m√£os de Alberto me acariciando e as minhas procurando sentir as texturas de sua pele...


Continua...

Autor: Mrpr2

Por mais que hoje as coisas andem muito rápido e cada vez mais o sexo seja introduzido cada vez mais sedo na vida de muitas pessoas ainda existe uma grande parcela de pessoas que por diversas razoes (crenças religiosas, pressão e fiscalização dos pais, auto aceitação, indecisão de opção sexual, crença na imposição de padrão de beleza, timidez, etc) demoram a se permitir ter uma vida sexual saudável e quanto mais se prendem mais difícil fica, pois mais medos e crenças são acrescentados principalmente para o homem homo ou não.

Gostando do conto? Vote, comente participe!
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Er√≥tico. Registe-se, é gratuito.

Coment√°rios  

 
0 #1 Hugo Cacete 10-12-2016 02:58
Muito legal esses contos cara. Parabéns, tu é um baita gay viadão. Deu para gozar feito doido com estes contos.
Citar | Reportar ao administrador
 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

√öltimos Coment√°rios

  • Hi there to all, how is all, I think eve... Mais...
  • Ol√° mrpr,gostei muito do seu conto.Quero... Mais...
  • Nossa que delicia de experi√™ncia cara.Se... Mais...
  • O conto foi bem elaborado gostei. Por√©m ... Mais...
  • I have noticed you don't monetize your p... Mais...
  • I have checked your page and i have foun... Mais...
  • Conto lindo maravilhoso. Excitante por s... Mais...
  • I see you don't monetize your page, don'... Mais...
  • I have checked your site and i've found ... Mais...
  • Meu whatsap 0 alguma gata para termos co... Mais...

Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner