Sadomasoquismo - o alvo era o meu cú - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa Rápida


Receba os Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner

o alvo era o meu cú


Referência (ID): 22
bem pessoal, depois que meu noivado acabou, conforme explica o meu conto anterior, eu tive muitos outros contatos com minha cunhada e as vezes até com a tal amiga.
combinamos de sair um dia para conversarmos, pois ela ficou muito preocupada, se sentindo culpada pelo fim de meu noivado. nesse dia então, conversamos muito, me abri com ela, falei a respeito do que tinha achado daquilo tudo e também das minhas vontades secretas que até então ninguém sabia. ela se desculpou por tudo e no fim da nossa conversa, combinamos de um dia repetir tudo denovo.
uns 20 dias após, a cheila (ex-cunhada) entrou em contato comigo e me convidou para ir em um pequeno encontro de amigos, na casa da carla, que é a tal amiga do meu conto anterior.
fiquei super feliz pelo convite, pois isso tudo provava que nenhum tipo de mágoa tinha ficado entre nós e antes de desligar o telefone, a cheila falou ´e se você quiser mara, nossa festa pode ir até mais tarde´ ... eu sorri e fiquei sem resposta.
no dia combinado, me arrumei e fui para a casa de carla e quando cheguei lá, encontrei apenas carla e cheila. elas justificaram já na minha chegada que alguns convidados estavam para chegar e ao sentarmos no sofá, já começaram a me oferecer bebida. fomos bebendo e conversando e quando notei, já fazia uma hora que eu estava lá e ainda nenhum convidado tinha chego. os assuntos eram diversos e logo começamos a falar de sexo. falamos sobre tudo, sobre todos os tipos de sexo e no meio dessa conversa toda, acabei falando o quanto tinha gostado daquele dia. elas se olharam e riram e eu, fiquei sem saber o porque. mais 30 minutos se passaram e carla falou: ´mara, vamos ser sinceras com você, não esperamos mais nenhum convidado e a festa é entre nós três´. eu fiquei sem ação e carla perguntou para cheila, ela já bebeu bastante né? e cheila respondeu: ´com certeza, o suficiente´. carla me pegou pela mão e me levou para o seu quarto e ao chegar lá, fui carinhosamente beijada e abraçada. sentamos na cama e carla começou a me falar do nosso último encontro, aquele na casa de cheila e me perguntou: ´você não gostaria de terminar o que começamos?´ ... e eu respondi: ´será que é uma boa idéia?´ ela abriu a gaveta e pegou uma gorda, carinhosamente me pediu para deitar de barriga para baixo na cama. fiz o que ela me pediu e isso, respondeu sem dúvida alguma a pargunta que ela tinha me feito. amarrou minhas mãos e como da outra vez, deixou minha pernas soltas.
a partir daí, estava lá eu, sem poder sair e a disposição de carla e cheila, que até então não tinha ainda entrado no quarto. carla tirou minha calça jeans e passou um creme em minhas pernas, depois disso, tirou também minha calcinha e me deixou nua na parte de baixo, apenas com o sapato de salto. levantou da cama e pegou na gaveta um pequeno frasco amarelo, sentou entre minhas pernas e lubrificou meu cú, logo após, tirou a tampa do tal frasco amarelo e com uma espécio de pincel, empurrou para dentro do meu cú um creme que eu desconhecia. levantou novamente da cama e falou pra mim: ´é só esperar alguns minutos e você estará prontinha´. logo após saiu do quarto e eu não sabia direito o que ela queria dizer com suas palavras. ouvia lá do quarto as duas rindo na sala e tudo isso me confundia e me enchia de tesão.
passado uns 5 minutinhos, sentia que aquele líquido dentro do meu cú começava a esquentar e a coçar e isso começou e me incomodar. cada vez mais aquilo esquentava e quando notei, rebolava na cama para tentar acalmar tal calor. logo comecei a chamar a cheila, pedindo ajuda e quem apareceu foi carla e me perguntou: ´o que está acontecendo?´ e eu respondi que estava com um calor muito grande no cú e precisa fazer algo para parar. pedi para que ela me soltasse para que eu pudesse ir no banheiro e foi aí que ela falou: ´era isso mesmo que eu estava esperando´. deu um forte tapa na minha cara e chamou cheila. quando cheila entrou no quarto, eu achei que iria ser ajudada, mas quando vejo, ela estava com uma calcinha de couro e um pinto muito grande preso na calcinha. fiquei com medo e pedia por favor para que elas não fizessem nada pra mim. cheila me deu um beijo e perguntou: ´o que está acontecendo mara?´ e eu disse: ´meu cú´ e ela falou: ´seu cú? o que tem ele? ele está quente?´ eu disse pra ela que estava muito quente e que precisava de ajuda. nisso, carla entrou no quarto e colocou uma caixa no chão, quando ela abriu a caixa ví alguns vibradores, de todos os tamanhos e cores, parecia caixa de brinquedos (rsrs). cheila falou pra mim que daria uma ajuda e tentaria acabar com o tal calor no meu cú. nesse momento, já sabia o que iria acontecer comigo, abaixei a cabeça na cama e não tentei impedí-las de nada, deixe fazerem o que queriam, pois de nada adiantaria eu falar algo.
carla colocou um plug médio bem devagar dentro do meu cú, era uma delícia e deixou ele por alguns minutos, estava me preparando com o plug para o que viria na sequência.
cheila passava creme naquele pinto de borracha e enquanto isso carla me fazia carinho no rosto, me beijava e dava tapas na cara, tudo ao mesmo tempo. quando cheila lubrificou bem o pinto de borracha, carla me perguntou: ´seu cú está te icomodando?´ e eu disse: ´muito, não aguento mais´ e então carla olhou para cheila e disse: ´cheila, ela é toda sua´ tirando em seguida o plug do meu cú e colocando mais um pouco de creme.
nesse momento, cheila subiu na cama puxou meus cabelos e falou: ´hoje, ninguém vai aparecer para atraplhar´ e encostou a cabeça do pinto bem na entrada do meu cú e disse para carla segurar minha boca, carla rapidamente colocou a mão forte na minha boca e cheila, sem dó, meteu aquele pinto inteiro de uma vez só no meu rabo. eu gritei muito e tudo ficava abafado pela mão de carla e cheila tirava e enviava, tirava e enfiava aquele pinto todo do meu rabo. ela ficou me fodendo por uns 15 minutos. depois saiu de cima da cama e carla lambia meu cú arregaçado. cheila tirou a calcinha e pegou um plug, deu para carla e disse para ela enfiar no meu cú. carla seguia direitinho o que cheila falava e eu alí, amarrada e meu cú sendo o alvo delas. minha buceta nem mesmo era tocada. depois que carla enfiou o plug todo no meu cú, cheila voltou para o quarto e disse que queria foder o cú da carla também e ela, prontamente enpinou a bunda e disse: ´é todo seu´. cheila encheu o rabo dela de creme e fodeu aquela safada na mesma cama que eu estava amarrada. depois que carla estava arregaçada como eu, cheila olhando para nós duas na cama comentou que alí estavam duas cadelas arregaçadas e bem fudidas. carla levantou e enfiou um plug médio no meu cú, o qual estava arregaçado e doia muito. eu estava louca de tesão com tudo aquilo e estava gostando muito. fiquei com o plug enfiado no cú mais uns 15 minutos, enquando as duas conversavam baixinho na sala. quando elas voltaram, cheila sentou do meu lado e disse que era para mim me preparar que a hora mais esperada era essa e que eu teria que ser forte para aguentar. carla pegou de dentro da caixa de brinquedos um plug que era assustador e quando eu ví aquilo, pedi por favor para que não fizessem o que eu estava pensando. sem nem pensar, cheila falou que o que eu estava pensando era exatamente o que elas iriam fazer e deu um tapa forte na minha cara novamente. carla encheu meu cú de creme e colocou mais daquele frasco amarelo, em cinco minutos, meu cú parecia que ia pegar fogo. elas deixaram meu rabo bem lubrificado e encostaram aquele plug nele. foram aos poucos empurrando o plug e até a metado entrou sem problema, mas quando chegou no meio, o formato cônico do plug começou a forçar meu rabo e a dor começou a ficar forte, mas ao mesmo tempo o tesão estava me consumindo e aquele calor no cú fazia em empinar a bunda. forçaram, forçaram e forçaram e nada do plug caber no meu cú. tiraram, lubrificaram e começaram denovo, forçaram, forçaram e até que enfim, o plug entrou todo. eu estava arrombada e nem acreditava que aquilo estava acontecendo comigo. depois que o plug entrou, as duas sentaram na cama e olhando pra mim ficavam falando que eu era demais, que eu superei as espectativas delas e que nem elas acreditavam que aquilo tudo entraria em mim. pedi por favor para tirarem, pois a dor não aliviava e então, me compreendendo, elas tiraram o plug. depois disso, cheila disse para carla que estava pronto, que por aquele dia já estava bom, que poderia me soltar. cheila saiu do quarto e carla deu mais um tapa na minha cara e perguntou se eu gostei e eu disse: ´estou acabada e arregaçada, mas faria tudo denovo´. então me soltou e naquela cama eu dormi até o dia amanhecer. no outro dia, acordamos cedinho, tomamos um café e fui para casa, como se nada tivesse acontecido. meu cú demorou alguns dias para votlar ao normal e a dor me incomodou bastante, mas logo estava pronta para outra.
me escrevam, adoro receber e-mail [email protected]
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Erótico. Registe-se, é gratuito.
nopic

Comentários  

 
+1 #1 hilson 11-02-2013 11:49
Gostaria de pegar as tres gatinhas, coloca-las amarradas de bruços e arrombar seus cuzinhos até sangrar e depois chupa-los e deixar vcs todas esporradas suas putinhas
Citar | Reportar ao administrador
 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

Últimos Comentários

  • Quero da Quero sentir uma pica bem grand... Mais...
  • olá, boa noite... tudo bem contigo? me c... Mais...
  • Linda, Maravilhosa! Como eu sonhei! Tenh... Mais...
  • Oi sou de bh quero manter contato com al... Mais...
  • Boa tarde . Sou de bh quero manter conta... Mais...
  • Fcoelhonokiamai l.com sou de bh Mais...
  • Bom dia . Sou de bh quero manter contato... Mais...
  • Bom dia .Sou de bh quero manter contato ... Mais...
  • Bom dia . Sou de bh quero manter contato... Mais...
  • Muitto bom seu conto parabens escreva ma... Mais...