Orgias - Para os amigos - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa Rápida


Para os amigos

Ver todos os Contos Eróticos de corninho

Referência (ID): 988
Bom dia todos os amantes deste site. sou o marido da esposa safada. Bom acredito que essa vontade de ver a mulher gozar com outro(s) homem(s)surja da mesma forma em nós maridos, ou seja, o tempo passa, vem a rotina e o desinteresse por ela, até quem um belo dia a gente se pega reparando que outros machos a estejam cobiçando,pelo menos comigo foi assim. então vamos ao que aconteceu, e como tive o prazer de virar corno. Foi assim, eu já há muito tempo não tinha muitos olhos para a minha esposa, preferindo olhar as mulheres na rua, e de vez em quando bater o ponto em casa, e sempre no mesmo dia, mesma hora e da mesma forma, quinta feira na hora de dormir dava uma rapidinha nela e ia dormir, sem me importar se ela estava satisfeita se tinha gozado e etc. Há algum tempo atrás, a cerca de 5 anos, eu passei a jogar futebol aos sábados de manhã, depois íamos para a tradicional resenha, e chegava em casa por volta das 14 horas,neste horário, minha esposa estava dando faxina em casa, ou lavando roupa, eu chegava, tomava um banho e ia cochilar nesse período. um certo sábado, não sei porque convidei um colega do futebol para ir lá em casa depois do futebol, só quando chegamos em casa que reparei que minha esposa estava dando faxina, como sempre costumava fazer, mas usando uma blusinha sem sutiã, e um shortinho de pijama curtinho, que deixava sua bunda de fora, como não a avisei que ia alguem comigo foi um susto para os tres, na mesma hora ela foi lá e se trocou, mas nesse pequeno espaço de tempo, pude ver como meu colega olhou para o rabo dela, e como ele ficou excitado, pois quando chegamos, ela estava de quatro secando alguma coisa que havia caído no chão da sala, e o short do pijama todo atolado em seu rabo, bem excitante mesmo. Depois que meu colega foi embora, ela me deu uma bronca, por eu ter levado alguem em casa sem a avisar e a deixando constrangida. depois disso fiquei a semana inteira com aquela visão, ela de quatro no chão, o short atolado no rabo dela e meu colega de pau duro, toda hora que pensava naquilo, me pegava excitado e imaginando ela naquela posição e algum de meus amigos a fodendo na minha frente e ela gozando e sendo gozada. Quando foi no outro sabado, inventei outra desculpa e chamei outro colega, dessa vez, não houve nada demais, e ela estava usando os mesmo tipo de roupa, só que não deu nada. passei a levar todo sábado, algum colega diferente, e nada acontecia, porém notei que quando ia algum colega mais novo ou negro, minha esposa ficava meio inquieta. Mas nesse meio tempo, meu interesse e tesão por ela voltou, mas o desejo de vê-la ser fodida por outro não saia da minha cabeça, mas tinha medo de falar com ela. Percebí que ela estava gostando do jogo, pois ela passou a desfilar mais na nossa frente, principalmente se o cara era mais novo ou negro, então passei a fazer com que ela participasse dos nossos papos e tambem bebesse com a gente. Até que um dia,levei dois colegas, eram negros e mais novos, do jeito que percebí que a deixava mais excitada(eu tenho 51 e ela 47 anos), nós um pouco mais alegres pelas quantidade de cerveja e caipirinha, o papo foi para o lado do sexo, foi quando surpreendentemente, do nada minha esposa pergunta para eles se realmente era verdade que todo negro tem pau grande, leva muito tempo para gozar e goza muito, eles ao mesmo tempo, que sem graça pela pergunta inesperada, dizem que sim, e ela diz que não acredita(ela já havia percebido que eu queria ser corno), e que queria ver, e eles mais sem graça ainda ficam sem reação, nesse momento eu falo, se é isso que ela quer ver, podem mostrar para ela então diante disso, eles perderam a vergonha e sacaram suas rolas para fora da bermuda, minha nossa senhora, que tamanho de piroca aqueles dois tinham, minha esposa na mesma hora foi para o lado deles, se ajoelhou e iniciou o maior boquete que já vi, deixando meus amigos doidos, revezando ora em uma, ora em outra rola, e gemendo e dizendo que estava muito gostoso aquilo, eu tirei meu pau e dei para ela chupar tambem, mas ela só deu umas lambidas e se concentrou naqueles cacetes pretos enormes que estavam prestes a fuderem sua buceta. rapidinho ela se levantou quando percebeu que eles estavam totalmente duros, se despiu, ficou de quatro e pediu para que um deles a fodesse logo, pois ela não aguentava mais de tesão. Neste momento, o Roberto se posicionou atrás dela e de uma cravada só, enfiou tudo na buceta dela, que gemeu feito uma vadia, o joca o outro amigo, foi para a frente dela, e ela continuou mamando na rola dele, eu entrei por baixo dela e ví aquele caralho preto, abrindo a buceta dela, entrando e saindo, foi uma visão maravilhosa, nunca pensei em presenciar aquilo, o Roberto acelerou os movimentos, minha esposa recebia as estocadas na xoxota e isso a fazia engolir ainda mais o pau do Joca, Roberto meteu a rola nela durante uns vinte minutos, até que acelerou os movimentos e urrando feito um cavalo, encheu a buceta dela de porra, quando tirou o pau de dentro da safada, um rio de porra escorreu de lá, caindo parte em meu rosto nem me preocupei, pois logo em seguida o Joca se posicionou atrás dela, enfiou o pau na buceta dela, começou a estocar com força por uns dez minutos, e disse que queria comer o cuzinho da minha esposa, pensei, tá fudida, nunca quis me dar o rabo, agora vai ser estuprada, pelo joca, e assim foi, o joca a preparou direitinho e arrombou aquela bunda que nunca havia levado ferr, mas como era muito apertado, em pouco tempo o joca gozou nela tambem, e uma nova carga de esperma sai de dentro de minha esposa e cai em meu rosto, quando ela se vira, chupa o o pau dos dois para limpar e vem e limpa meu rosto, me pergunta se gostei de ser corno e me beija na boca. depois que descansamos, eles repetiram a dose, naquele sabado, eles passaram a noite fudendo minha esposa. Desse dia em diante nossa vida mudou, eu amo muito minha esposa safada, e adoro ser corno dela, e podem esperar que tem mais aventuras para contar, já se vão cinco anos desde esse dia, aí vocês imaginam com quantos machos ela já transou. Abraços cornos galera.
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Erótico. Registe-se, é gratuito.

Comentários  

 
0 #2 virtual 14-11-2015 02:40
meu deus que lindo queria estar junto para chupar ela cheia
e uma delicia concordo vc e bom mesmo
Citar | Reportar ao administrador
 
 
0 #1 henry 15-03-2015 17:37
tesaum tô de pau duro
Citar | Reportar ao administrador
 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

Últimos Comentários

  • Hi there to all, how is all, I think eve... Mais...
  • Olá mrpr,gostei muito do seu conto.Quero... Mais...
  • Nossa que delicia de experiência cara.Se... Mais...
  • O conto foi bem elaborado gostei. Porém ... Mais...
  • I have noticed you don't monetize your p... Mais...
  • I have checked your page and i have foun... Mais...
  • Conto lindo maravilhoso. Excitante por s... Mais...
  • I see you don't monetize your page, don'... Mais...
  • I have checked your site and i've found ... Mais...
  • Meu whatsap 0 alguma gata para termos co... Mais...

Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner