Gays - Te amei, amo e sempre vou te amar-16- O passado. - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa R√°pida


Te amei, amo e sempre vou te amar-16- O passado.

Ver todos os Contos Eróticos de mrpr

Referência (ID): 1359
Te amei, amo e sempre vou te amar-16- O passado.

_ Bom Dia Sam, dormiu bem?
_ Bom dia Mariza, sim dormi e n√£o se preocupe j√° me decidi hoje j√° durmo em meu apartamento n√£o vejo raz√£o de continuar aqui.
_ Se você prefere não vou impedi lo, mas tenha cuidado qualquer coisa é so gritar vou correndo.
_ Espero n√£o precisar.
_ Eu também!
Mariza terminou de fazer o café as crianças e o Marcelo acordaram e tomamos café da manhã juntos. Fui ao meu apartamento tomei um banho e me troquei e parti para a imobiliária.
_ Bom dia Margo, Alguma ligação ou recado para mim?
_ Bom dia Sam! Esta com uma cara ótima.
_ Obrigado, digamos que me livrei de algo que n√£o me estava fazendo bem.
_ Fez bem, porque deu resultado kkkk. Há uma coisa, aproveitando que so esta você aqui antes que isso aqui encha de gente. O Rafael não para de perguntar por você.
_ Ue tinha alguma reuni√£o mais cedo hoje?
_ Não, desde sábado ele esta nessa agitação, se ele não estiver te vendo corre aqui no balcão e me pergunta se você esta bem, se foi em algum lugar, se passou mal, se comeu.
_ Mais essa agora! Obrigado por me contar, mas corta isso antes que o Sr. Valter perceba, vamos evitar problemas. Caso ele te faça essas perguntas novamente diga para ele perguntar para mim pessoalmente.
_ Tudo bem. Bom trabalho! H√° gostando do perfume?
_ Nossa, perfeito Margo!
Fui trabalhar e depois de um tempo percebi que Rafael n√£o tirava os olhos de mim, mas fingi que n√£o tinha percebido.
Quando cheguei do almo√ßo a imobili√°ria estava vazia, pelo menos foi isso o que pensei, mas ao passar pela sala de reuni√Ķes percebi que o senhor Valter estava conversando com algu√©m e logo reconheci a voz de Rafael.
Falavam sobre as novas negocia√ß√Ķes que tentariam fazer com os bancos caso o sucesso do feir√£o permanecesse ate que entraram em outro assunto.
_ Esta indo tudo bem, mas uma coisa me preocupa.
_ O que foi Valter?
_ O Santiago e você. Como andam as coisas entre vocês.
_ Pior do que eu esperava, mas melhor do que estava quando eu cheguei. Pelo menos agora já estamos conversando sobre o trabalho sem tantas alfinetadas e como você pode perceber nesse aspecto trabalhamos bem o feirão foi um sucesso, as propostas sem furos, treinamentos realizados.
_ Que vocês são competentes eu não tinha duvidas. O que me preocupa é que...
Neste momento um caminh√£o de propaganda passou e n√£o consegui ouvir o que o sr. Valter disse, mas depois continuei a ouvir.
_ Você já contou para ele? Valter eu...
_ N√£o tem mais Rafael, √© decis√£o sua contar sobre sua ida aos EUA, mas essa situa√ß√£o de agora voc√™ vai ter que resolver antes que isso se transforme em algo insustent√°vel. E um concelho, pare de envolver seu trabalho com quest√Ķes pessoais. Voc√™ agora √© um empres√°rio, comece a agir como um!
_ Certo Valter eu vou resolver isso. Vou ligar hoje la para os EUA.
_ Se precisar de alguns dias a próxima semana será mais calmo aqui, já esta tudo encaminhado talvez seja melhor você ir la pessoalmente.
_ Creio que n√£o ser√° necess√°rio.
_ Jovens, tudo hoje se resolve por telefone pela internet, talvez por isso se metem em tanta confusão o olho a olho ainda é a melhor forma de resolver muitos problemas.
_ Nisso você tem razão por isso prefiro negociar ao vivo e talvez muitos dos meus problemas pessoais não aconteceriam se eu tivesse enfrentado um olho no olho.
Mais tarde ao passar por ele, Rafael me perguntou se eu estava bem e se eu tinha conversado com Augusto. Eu não queria que ele soubesse que tínhamos terminado para não dar ainda mais em cima de mim e respondi que aquele assunto não era do interesse dele. Rafael fez uma carinha de menino que tinha levado bronca e disse que apenas estava preocupado com meu bem estar.
_ Acho que demorou um pouco para se preocupar com isso n√£o acha?
_ Ate quando você vai continuar me atacando por algo que aconteceu a tanto tempo? Eu errei sim admito, mas agora estou aqui, eu mudei não da para perceber isso? Você nunca fez algo de que se arrependesse depois?
_ Esta me dizendo que se arrependeu de ter me deixado?
_ N√£o! Porque eu n√£o te deixei entra aqui, acho que essa conversa precisa de privacidade.
Rafael abriu a sala de reuni√Ķes pediu para que eu entrasse, entrou e a trancou.
_ Certo pode falar agora.
_ Sente se.
_ Estou bem em pé creio que essa conversa será bem rápida.
_ Minha mãe descobriu sobre nos! Ela já estava desconfiada a algum tempo e a viajem... Bem quando eu voltei ela me colocou contra a parede e exigiu que eu me afastasse de você, nenhum dos meus argumentos funcionou, ela sempre usava a morte do meu pai, a família para me forçar a terminar com você.
_ Lembro que você ficou uns dias sem falar comigo direito depois da viajem dizendo que estava doente, mas depois de alguns dias voltou tudo ao normal.
_ Sim era mentira, eu estava tentando ganhar tempo para pensar em uma solu√ß√£o, ent√£o depois de alguns dias eu resolvi dizer a ela que eu tinha terminado com voc√™, mas logo ela descobriu e usou sua cartada final. Enquanto est√°vamos viajando ela passou por uma bateria de exames e descobriu estar com c√Ęncer tamb√©m assim como meu pai, n√£o quis contar para mim durante a viajem disse que n√£o queria me preocupar e disse que t√≠nhamos que ir para os EUA para o tratamento, eu disse que ela poderia se tratar aqui afinal o Brasil e bem avan√ßado percebi isso com meu pai.
_ Rafael estou doente preciso de um tratamento e você quer ficar por conta de um homem?
_ Mãe não tem nada haver, aqui a senhora pode ter o melhor tratamento um bom acompanhamento com a facilidade da língua, mais conforto, mais estrutura la teríamos que começar tudo de novo.
_ Por acaso você desaprendeu a falar inglês? Pelo que eu saiba tanto eu quanto você somos fluentes.
_ Termos médicos não é tão fácil mãe.
_ N√£o me venha com essa garoto, o seu pai fez o tratamento aqui e n√£o esta mais entre nos eu quero tentar uma outra possibilidade. Voc√™ sabe que o tratamento n√£o √© f√°cil, vai me deixar sozinha no exterior enquanto vive sua aventurazinha? Com a possibilidade de ser meus √ļltimos momentos e vou passar sozinha abandonada pelo meu √ļnico filho? √ą isso que quer para a sua m√£e? Terminar sozinha, abandonada, doente?
_ Certo me da alguns dias para eu me organizar.
_ Já esta tudo certo nosso voo é amanhã.
_ M√£e meu trabalho, meus projetos, minhas coisas...
_ Filho tenho que come√ßar o tratamento o quanto antes, n√£o estou brincando esta aqui meus exames. E sei o que voc√™ esta pensando queria tempo para se despedir, pensa bem filho ficamos meses lutando contra essa doen√ßa com seu pai, foi tenso dif√≠cil e creio que comigo n√£o sera t√£o diferente embora eu tenha a esperan√ßa de um pouco mais de tempo j√° que os m√©dicos disseram que meu tumor esta menor do que o dele. Mas acredita mesmo que essa pessoa vai te esperar? A quil√īmetros de distancia, sem saber se quer se voc√™ poder√° voltar? Talvez seja melhor deixar ele seguir em frente e sei que voc√™s n√£o v√£o dar certo, seu pai e eu n√£o te criamos para esse caminho te criamos e educamos para voc√™ ter uma fam√≠lia, dar continuidade ao nosso nome, o sonho dele e meu tamb√©m era de poder ver nossos netos correndo por esta sala...
_ Disse minha mãe com lagrimas escorrendo por seu rosto. Naquela noite eu não consegui dormir, na manha seguinte procurei o Sr. Valter e conversei com ele agilizamos com relação a demissão a papelada, fiquei em duvida se falava ou não com você, fui ate a entrada da republica onde você morava parei o carro e fiquei pensando como eu iria te dizer que eu ficaria por um tempo longe, que minha mãe doente não queria nosso relacionamento... Então vi você chegando conversando com alguns amigos sorrindo, se divertindo... Eu não consegui, liguei o carro voltei na imobiliária deixei o bilhete e fui para minha casa pegamos o avião naquela mesma noite.

Autor: Mrpr2
Continua...
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Er√≥tico. Registe-se, é gratuito.

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

√öltimos Coment√°rios

  • Vontade de chupa buceta Mais...
  • Uma porcaria! Perdi um tempo precioso le... Mais...
  • Oi delicia me manda seus contos Aventure... Mais...
  • Nove oito oito quatro quatro zero seis o... Mais...
  • Chama no whats -0 Mais...
  • -0 Mais...
  • Chama no whats -0 Mais...
  • Se quiser eu me disponho a te ajudar qu... Mais...
  • foi bom q o patrao da minha mulher meteu... Mais...
  • a minha mulher tamb√©m deu pra patrao del... Mais...

Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner