Gays - Te amei, amo e sempre vou te amar -17- Conselho. - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa R√°pida


Te amei, amo e sempre vou te amar -17- Conselho.

Ver todos os Contos Eróticos de mrpr

Referência (ID): 1362
Te amei, amo e sempre vou te amar -17- Conselho.

_ Filho tenho que come√ßar o tratamento o quanto antes, n√£o estou brincando esta aqui meus exames. E sei o que voc√™ esta pensando queria tempo para se despedir, pensa bem filho ficamos meses lutando contra essa doen√ßa com seu pai, foi tenso dif√≠cil e creio que comigo n√£o sera t√£o diferente embora eu tenha a esperan√ßa de um pouco mais de tempo j√° que os m√©dicos disseram que meu tumor esta menor do que o dele. Mas acredita mesmo que essa pessoa vai te esperar? A quil√īmetros de distancia, sem saber se quer se voc√™ poder√° voltar? Talvez seja melhor deixar ele seguir em frente e sei que voc√™s n√£o v√£o dar certo, seu pai e eu n√£o te criamos para esse caminho te criamos e educamos para voc√™ ter uma fam√≠lia, dar continuidade ao nosso nome, o sonho dele e meu tamb√©m era de poder ver nossos netos correndo por esta sala...
_ Disse minha mãe com lagrimas escorrendo por seu rosto. Naquela noite eu não consegui dormir, na manha seguinte procurei o Sr. Valter e conversei com ele agilizamos com relação a demissão a papelada, fiquei em duvida se falava ou não com você, fui ate a entrada da republica onde você morava parei o carro e fiquei pensando como eu iria te dizer que eu ficaria por um tempo longe, que minha mãe doente não queria nosso relacionamento... Então vi você chegando conversando com alguns amigos sorrindo, se divertindo... Eu não consegui, liguei o carro voltei na imobiliária deixei o bilhete e fui para minha casa pegamos o avião naquela mesma noite.
Neste momento Rafael colocou a mão no rosto que já estava vermelho, ele estava suando muito, era visível que estava muito nervoso. Rafael respirou fundo tirou a mão do rosto, olhou para mim com seus olhos mareados e perguntou:
_ N√£o vai dizer nada?
_ Sinceramente?... N√£o sei o que dizer. Essa foi uma das in√ļmeras hip√≥teses que levantei todos esses anos, tirando claro o fato da sua doen√ßa eu imaginei que tinha sido a sua m√£e, de toda forma Rafael... Um telefonema, uma mensagem? Nada?
_ Eu não consegui, fui fraco, se eu fosse te dizer que eu teria que viajar para o exterior para o tratamento da minha mãe sem uma data de retorno breve e que ela era contra nosso relacionamento você provavelmente terminaria comigo e eu te amava já estava doendo muito eu ter que ir te encarar naquela situação era muito para mim e eu não consegui me perdoe.
_ E depois?
_ Depois eu pensei que seria melhor como minha mãe tinha dito, éramos jovens você aqui solteiro logo iria encontrar alguém e... Me esquecer.
_ Foi isso o que você fez?
_ Santiago eu era e ainda sou apaixonado por você, não entende isso?
_ Quando minha mãe faleceu a primeira coisa que quis fazer foi voltar, mas tive que esperar, ajeitar as coisas convencer o Valter a trazer essa ideia para o Brasil, ele temia minha volta, queria que eu conversasse com você primeiro, mas eu queria ver como você estava, se estava firme com alguém, se tinha levado sua vida adiante. Eu não queria atrapalhar sua vida.
_ Vai me dizer que ele n√£o te falava sobre mim.
_ Eu queria ver por mim mesmo, afinal eu sabia que você não iria sair por ai espalhando principalmente coisas da sua vida pessoal para todo mundo.
_ Acho louvável você ter ido cuidar da sua mãe, era seu papel realmente eu nunca iria ser contra. O problema Rafael é que você não confiou em mim, no meu amor por você eu podia te esperar, poderíamos continuar namorando hoje com esses aplicativos poderíamos nos ver e conversar em tempo real. Sua mãe provavelmente estava de marcação cerrada? Sim, poderíamos dar um tempo, Duvido que ela com tanta coisa para se preocupar iria ficar depois de algum tempo no teu pe.
_ Pior que ficou, mas eu não queria isso, não queria que você ficasse preso a mim, afinal como eu disse não sabia quando eu iria voltar nem se eu iria voltar. Confesso que por muitas vezes peguei o telefone e disquei seu numero, digitei mensagens que em seguida apaguei.
_ Devia ter feito!
_ Santiago por favor olha eu estou aqui agora, não podemos mudar o passado, mas podemos fazer um futuro melhor juntos. Minha mãe faleceu ela não pode mais atrapalhar, podemos morar aqui ou nos EUA, eu mudei não estou mais tão ligado no que os outros dizem porque agora de fato sou independente, sou empresário, se você quiser assumimos um relacionamento com direito a união estável, festa tudo o que você merece ou podemos ficar juntinhos quietinhos na nossa sem contar para ninguém, como você preferir, mas por favor volta pra mim!
_ Rafael se eu disser que te esqueci e que já não sinto mais nada por você eu estaria mentindo e você sabe disso eu tentei e não consegui, mas se eu voltar para você agora seria como se eu dissesse que esses três anos não significaram nada e na verdade querendo ou não, por mais que você diga ao contrario sua atitude diz que eu não era tão importante assim para você.
_ Não é verdade, não é verdade, eu te amo cara o que eu tenho que fazer para provar isso?
_ N√£o sei... Mas tem que ser algo que eu sinta realmente que essas palavras s√£o verdadeiras e n√£o mais um capricho.
Percebi que os outros funcion√°rios come√ßaram a chegar e resolvi sair da sala de reuni√Ķes, eu precisava pensar digerir tudo aquilo que Rafael havia me dito antes de tomar uma decis√£o.
Mais tarde j√° em meu apartamento conversei com Mariza contei o que Rafael havia me dito.
_ Era a hipótese mais plausível a mãe dele ter descoberto sobre vocês e afasta los.
_ Ele j√° era adulto Mariza! Se tivesse conversado comigo...
_ Seria o mais correto, mas ele j√° admitiu que foi fraco, j√° percebeu o erro e voltou para reparar.
_ Foram três anos Mariza.
_ Tudo bem, ele errou e você sofreu por três anos, agora ele volta te conta o que você queria saber para seguir em frente pede seu perdão, você ainda o ama, mas por orgulho vai continuar sofrendo só para não voltar para ele? Acho que já deu de sofrimento não é Santiago?
_ O que quer que eu faça Mariza? Volte para ele dizendo que o amo e para esquecermos todo esse tempo?
_ Santiago por três anos você tentou sem sucesso seguir sua vida com outras pessoas porque mesmo sem querer continuava amando o Rafael e agora que ele esta aqui você esta dando uma de difícil e rancoroso, se o que você precisava para seguir em frente era saber a verdade o motivo dele ter ido embora agora você já sabe isso mudou algo do que você sente por ele?
_ Mariza...
_ Mudou Santiago?
_ Ele devia...
_ Ele não fez! Para de viver no passado, viva o presente! Aquele Rafael já não existe mais você mesmo me disse que ele esta diferente, mais independente, mais ciente de si e seus desejos, quer ter uma vida com você é este Rafael que esta diante de você agora sera que ele não merece uma chance? Mas se você achar que não consegue perdoa lo seja sincero com você mesmo e o esqueça de vez ou você nunca sera feliz!


Continua...

Autor: Mrpr2
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Er√≥tico. Registe-se, é gratuito.

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

√öltimos Coment√°rios

  • Wonderful article! We will be linking to... Mais...
  • Tarado por zoofilia... Mais...
  • Fiquei muito excitada quero muito uma mu... Mais...
  • Sou Neg√£o tbm sou do Rio de Janeiro me c... Mais...
  • oi, adorei o conto, como fa√ßo pra ser tr... Mais...
  • When a motion was subsequently raised to... Mais...
  • Vontade de chupa buceta Mais...
  • Uma porcaria! Perdi um tempo precioso le... Mais...
  • Oi delicia me manda seus contos Aventure... Mais...
  • Nove oito oito quatro quatro zero seis o... Mais...

Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner