Gays - To começando a virar um putinho - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa Rápida


To começando a virar um putinho

Ver todos os Contos Eróticos de Hugo Cacete

Referência (ID): 1386
Oi gente, eu falei no meu primeiro conto sobre minha primeira vez e o que aconteceu depois. Hoje vou falar o que aconteceu no fim de novembro. Meu nome é Hugo (pelo menos no site). Tenho 16 anos e nessa terça-feira eu estava na escola quando a diretora entrou e apresentou um novo “tio” da diretoria. Eu me excitei, ele é muito gostoso. Então, ela apresentou ele, ele disse oi e saiu. As meninas ficaram todas cheias de fogo, então pedi para usar o banheiro, e fui para diretoria. Chegando lá ele estava sentado mexendo no computador. Chamei ele e perguntei se tinha folha almaço e ele disse que só na biblioteca (perguntei por que sabia que só teria lá).
O “tio” chamado de Marcelo foi comigo pegar uma folha na biblioteca, quando entramos eu fechei a porta e ele me olhou como se tivesse entendido o que eu tinha feito. Ele agachou para pegar as folhas e eu fui do seu lado, em pé, só analisando aquela super bunda. Quando ele me deu as folha eu peguei a mão dele e então passei ela no meu rosto. Ele ficou me olhando com uma cara de quem não tava entendendo e então eu fui direto ao ponto, ajoelhei e abri a calça dele, ele me levantou fechou a calça e falou para mim parar. Beijei ele e ele me beijou, daí ele saiu da sala e pediu pra mim ir pra sala. Eu fui.
Na hora da saída, fui la pedi cartolina pro meu trabalho, já que só tava ele pedi pra ele mesmo. Ele já foi me olhando com uma cara de desconfiado. Entao ele abriu o portão onde ficava a sala de materiais, já não tinha ninguém, entramos, ele trancou e fomos pra sala. La tinha vários armários, então entramos e ele foi vendo alguns. Quando achou eu cheguei perto para vê, por trás dele e meti minha mao na bunda dele. Era forte, dura e redonda. Meu pau ficou duro na hora. Ele tirou minha mão e chegou perto do meu rosto e com uma expressão de raiva falou:
-Essa escola ta cheia de câmera filho da puta, se tu não parar te meto a mão na cara.
Eu gostei, eu gosto de sexo selvagem então aproveitei que ele tava perto e beijei ele. Além de naquela sala não ter câmera, os armários eram grandes, ninguém nos veria. Ele me beijei e então me afastou e deu um tapa na minha cara, dei um na dele e ele ficou me encarando. Pegou no meu ombro e me colocou de joelho, me forçou contra o armário e me fez ficar chupando a calça dele, já marcada com o pênis. Caralho, achei meio assustador ta fazendo aquilo com um cara fortão no meio da escola publica. Ele me deixou nisso por uns 2 minutos até que tirou o pênis para fora, quando fui com a boca ele agachou até mim e abriu minha boca, não vou mentir, com aquelas mãos pesadas, ele me machucou um pouco, mas, dor na hora do sexo só me excita mais, então, ele cuspiu na minha boca, deu dois tapa na minha cara, bateu com o pênis duro na minha cara, colocou-o de volta na calça e me levantou, me deu a cartolina do armário que já tava aberto e então saímos da sala. Minha vontade era de jogar aquele homem da escada, mas, olha o tamanho dele pro meu.
Sai da escola sem nem uma transa, vim pra cara e liguei na casa do vizinho como de costume, para o Felipe, filho do meu vizinho, atender e me excitar com a voz dele. Caralho, que tesão que fiquei o resto do dia. Aquele filho da puta não me deu nem uma prova daquele cacetão veiudo. Isso foi na terça, então, não descansei muito e fui direto pro curso. No curso eu já transei com um gostosão colega de sala, então fiz o curso e fui na casa dele. Ele ta fazendo outro curso, então não fica mais lá, então, para minha surpresa, alguém me atendeu, o irmão dele. Ele faz faculdade mas ele tinha faltado naquele dia. Foi uma sorte do caralho já que o irmão dele era tão gostoso quanto ele, e o melhor, tinha uma barba bem feita que só me deu mais tesão.
Perguntei se o irmão dele tava lá ele disse que não mas pediu para mim entrar, entrei, bebi água e sentei. Falamos sobre o inglês que eu faço e depois ficou um silencio na sala. Então, perdi uma transa naquele dia, nada mais justo que tentar outra. Ele já sabia que eu e o irmão dele transamos, ele pegou a gente um dia de novembro se não me engano, então eu aproveitei. Comecei massagear meu cacete que já tava duro desde que vi ele na porta. Ele ficou olhando de lado e depois começou a ri, virou para mim e falou
-Já entendi cara –risos- mas eu não sou meu irmão não, o pinto dele é de viado, o meu é de macho, tu aguenta? –risos-
-Se entrar todo na minha boca é por que eu aguento, se não, vai ter que enfiar para ver.
Nisso ele abriu a calça e tirou um treco grosso. Se do irmão dele tinha uns 20, o dele devia ter uns 22 ou 23, que cacetão gostoso. Fui de boca na hora que ele tirou. Caceteeeeeee gostooooosoooo do caralhoo. Deliciei-me naquilo. Muito delicioso. Ainda tinha um pré gozo ali na cabeça do penis que lambi até não da mais. Fui lambendo a cabeça que dava como um penis toda. Vermelhinha e grandona não sabia nem se ia passar no meu cu. Lambi tanto aquilo que deixei toda lubrificada, ele me elogiou, mesmo que as gemidas dele já tivessem dito tudo.
Depois ele me puxou para cima, me colocou no teu colo e me beijou. O penis dele ficou na minha calça dando uma previa de quão gostoso seria na hora de enfiar no meu cu, super gostei daquilo, meu penis já tava doendo de tão duro. Então ele me colocou sentado no sofá e me lambeu também. Que boca gostosa. Aquele ali sim sabia gozar caralho. Ele fazia tudo, de cima para baixo, tirava, ia para as bola e depois voltava para cabeça lambendo com a língua o penis de baixo para cima, depois enfiava tudo na boca de novo e fazia tudo de novo. Que cara gostoso. Ele devia ter uns 26 anos, com carinha de quem acabou de completar 20. Eu delirava com aquela linguinha de viadão e gemia e berrava na sala.
Ele então me colocou nos braços dele e foi me beijando até o quarto. Lá me jogou na cama e perguntou como eu queria, animal, cheio de amor ou foda de iniciante. Falei para ele que já transava faz tempo com o irmão dele e era animal, ele solou uma gargalhada, me virou de costas e tirou minha calça toda, começou lambendo a batata da perna direita, subiu pela cocha e depois meteu a língua toda no meu cu. Caralho, com uma língua daquele tamanho, não teria como não me excitar. Ele enfiava aquela coisa molhadinha e cuspia para facilitar a penetração, ia com o penis, batia um pouco a saliva como se fosse abrir mais meu cu, e voltava com a boca. O delicia do caralho, eu já tava gemendo todo nisso. Então ele deitou sobre meu corpo e começou a falar para mim rebolar para ele. Ele colocava a cabeça do cacete no meu cu e eu gemia enquanto rebolava para ele. Então, ele levantou, colocou camisinha e eu olhei para ele
-Não coloca não, acho mais legal sem
-Não faço sem isso aqui carinha.
-Certeza? Então não faz.
Ele ficou me olhando com um sorriso excitante de lado, tirou a camisinha, pulou em cima da minha bunda e começou a da tapas fortes na minha bunda, e então enfiou aquele cacete que mais parecia ter 30 centimentos kk. Ele metia tudo muito rápido e puxava minha cabeça para trás pelo meu cabelo, me impedindo de descontar minha dor mordendo o travesseiro do quarto. Ele metia tudo até o fim, tirava, metia e tirava. Meu cu não sei por que, mesmo que já tenha feito algumas vezes, ainda sangra em todo sexo, então ele tirou o penis e colocou a caminha, eu olhei para ele e dei uma risada, ele me olhou serio, enfiou o cacete dele, deitou nas minhas costas e falou
-Agora tu é meu escravo. Quando eu pedi para tu me da tu vai da, e quando eu manda tu da pro meu Irmao tu vai da.
Amo sexo cheio de submissão, e então ele perguntou se tava certo, eu dei um sorriso de lado e ele puxou meu cabelo para trás, e perguntou de novo, eu falei que sim com uma voz baixa e roca, enquanto gemia já que ele foi para frente, e o penis dele entrou mais ainda. Então, ele volta a sua posição, começa a da tapas muito fortes na minha bunda e e penetra tudo no meu cu. Ele gemia, eu gemia e então ele bateu tão forte no meu cu que eu virei. Tirei o pau dele do meu cu com a virada e fui ate ele, segurei o braço dele e fiquei olhando com uma cara seria, ele me beijou e eu não resisti, me entreguei todo para ele de novo. Ele enfiou 2 dedos na minha boca e começou brincar com minha língua, me empurrou para trás e começou a enfiar em mim olhando para minha cara. Ele pegou meus braços enquanto eu gemia e colocou atrás do corpo dele, me trazendo de volta a ficar de frente a ele. Ele esticou as perna e em segundos tava cavalgando naquela rola deliciosa entre gemidos e gritos descontrolados. Ele pegou meu rosto com força e começou a cuspi no meu rosto, eu dei um tapa na cara dele e ele me devolveu com um mais forte. Eu abracei ele e comecei a gritar e a gemer no seu ouvido. Ele se excitou ainda mais com isso e começou a meter cada vez mais forte, mais gostoso, e mais fundo. Não demorou muito ele me jogou deitado na cama, tirou a rola do meu cu e levou para minha boca e gozou tudo la. Ele forçou eu fechar a boca e mandou eu engoli tudo. Então, aproveitando que ele tava perto do meu gosto, me ordenando engoli, eu cuspi tudo na cara dele, ele riu e começamos a se beijar, eu me virei e fiquei por cima dele, e então lambi o cú dele. Aquele era um cu delicioso, nada apertado, ele com certeza já tinha dado muitas vezes aquilo. Então, quando lubrifiquei, eu ia colocar meu penis ali e ele levantou e me colocou no colo dele, começou me masturbar e gozei gostoso no abdome definido dele. Caralho. Que transa foi aquela. Perdi meses com o irmão dele enquanto ele tava bem ali... Esperando um com aquele cacetão. Em menos de 5 minutos o irmão dele ligou pedindo para ele ir até o curso dele o pegar. Eu chupei de novo o penis dele, mas nem deu tempo dele gozar.
Ele me trouxe perto de cara, olhou para mim e falou olhando nos meus olhos
-Tu é minha puta, meu escravo, tu vai me da muito ainda, prepara esse cu para mim e pro meu irmão.
Depois disso ele nunca mais falou comigo, quando saiu do curso ele ta na faculdade e o gostosão do irmão dele no curso, então o sexo que eu imaginei, a três, não seria tão cedo. Enfim, foi isso que aconteceu na ultima semana gostosa e excitante de novembro.
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Erótico. Registe-se, é gratuito.

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

Últimos Comentários

  • Wonderful article! We will be linking to... Mais...
  • Tarado por zoofilia... Mais...
  • Fiquei muito excitada quero muito uma mu... Mais...
  • Sou Negão tbm sou do Rio de Janeiro me c... Mais...
  • oi, adorei o conto, como faço pra ser tr... Mais...
  • When a motion was subsequently raised to... Mais...
  • Vontade de chupa buceta Mais...
  • Uma porcaria! Perdi um tempo precioso le... Mais...
  • Oi delicia me manda seus contos Aventure... Mais...
  • Nove oito oito quatro quatro zero seis o... Mais...

Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner