Lésbicas - Transformei minha amiga na minha putinha - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa Rápida


Transformei minha amiga na minha putinha

Ver todos os Contos Eróticos de Bomboca

Referência (ID): 1526
Tal como contei no conto anterior eu nunca tinha estado com uma mulher até ter conhecido a Carla. Mas, ainda bem que rolou esse encontro e eu descobri como é bom transar com uma mulher… A partir daí parece que abri os olhos e que existem tantas mulheres lindas a fim de se envolverem e ter aventuras fantásticas e mal eu sabia o que me esperava…
Vou contar o que me aconteceu, de verdade, pois a minha vida parece que virou aventura com muito sexo à mistura! Certo dia, a minha amiga Marta ligou-me para irmos tomar café. A Marta estava a passar por um divórcio difícil e tenho vindo a dar-lhe muito apoio, pelo que aceitei logo.
Combinamos encontrarmo-nos para conversar. Como estava muita gente no cafezinho, resolvemos ir para a duna perto de minha casa e falarmos nas calmas. Estava um fim de tarde ameno e não havia quase ninguém. Sentamo-nos numa manta que tinha no carro e após a Marta me contar mais alguns episódios de quão difícil estava sendo o seu divórcio, ela voltou à conversa que já tinha tido comigo antes em como o que mais sentia falta era de sexo.
Marta tem 34 anos, mede cerca de 1,67m, cabelo castanho claro quase loiro, mamas redondinhas e bem cheiinhas e um rabo magnífico. Um mulherão! E aí ela continua dizendo que estava a ser muito difícil a falta de sexo, que tinha de se masturbar muitas vezes para tentar compensar, mas que não estava a ser suficiente. Conforme ela vai falando, eu fui olhando para ela e, nossa… comecei a ter uma vontade louca de a comer ali mesmo… a minha cuequinha estava ficando encharcada e meus bicos quase furavam a minha camisola de tanto tesão.
E a minha amiga foi se entusiasmando cada vez mais nos seus lamentos e continuava a falar de como sentia falta de ter uma piça na sua cona, que lhe comessem as mamas, o cú… e eu quase a delirar… então muito lentamente fui-lhe passando os dedos na coxa… sentia ela se arrepiando mas nada dizendo… então, num momento de coragem perguntei: ‘Marta, e já alguma vez pensaste em transar com uma mulher?’ ela olhou para mim como se fosse a primeira e vez e respondeu: ‘Amiga, eu estou tão desesperada por sentir-me tocada, comida, fodida, que acho que se surgisse eu toparia!’
Bem, foi o sinal de partida, avancei para ela e muito lentamente aproximei-me e beijei os seus lábios. Marta ficou surpreendida e perguntou-me o que estava eu a fazer. Eu apenas susurrei: ‘xiuuuu… não resistas e deixa-te ir linda… vou dar-te muito prazer aqui mesmo, tal como mereces…’ e beijei-a de novo. Ela não resistiu e abriu a sua boca para um longo e molhado beijo na sua boca carnuda e gostosa. Com calma, tirei-lhe a camisola e o sutiã e deitei-a na manta sobre a areia. Tirei também os seus calções ficando apenas com a calcinha. Tirei o meu vestido e sutiã e fiquei também só de calcinha. A Marta olhava em volta nervosa mas eu disse-lhe: ‘Calma, além de não estar quase ninguém, é impossível nos verem aqui’, aí ela olhou novamente e ao ver que estávamos bem resguardadas pelas dunas relaxou. Voltei a beija-la e fui agarrando aquelas mamas deliciosas e rodando os mamilos nos meus dedos. Logo a minha amiga começou a gemer. Ela estava sedenta de toque mesmo... Nem hesitei, baixei e chupei-lhe as mamas, enquanto encaixada, ía roçando bem a sua coninha com a minha. Marta entre um ‘não acredito que isto está a acontecer’ e um gemido, foi-se desinibindo e finalmente agarrou as minha mamas. Nossa, que bom! Coloquei-me então a jeito e disse-lhe: ‘chupa as minhas mamas querida’ ela olhou-me nos olhos e como louca agarrou-se às minhas mamas, que são bem grandes, e chupou-as, lambeu-as, mordeu os bicos e deixou-me louca de tesão. Então disse-lhe: ‘Marta, vou chupar a tua rata e o teu grelinho até te vires’. Sem aguardar resposta, tirei-lhe as cuecas e parei a admirar a sua cona depiladinha, linda a escorrer de tão melada e sem hesitar caí nela e lambi-a toda… chupei o grelinho quase o sugando… meti a minha língua na sua grutinha até não dar mais e sempre enfiando primeiro um dedo e depois dois e três no seu cú. A Marta, ao fim de poucos minutos veio-se pela primeira vez com um orgasmo intenso e maravilhoso. Puxou-me então e deu-me um beijo intenso e cheio de gratidão.
Então, ela parou e disse: ‘nunca tinha fodido com uma mulher, mas o meu desespero deixou-me levar e ainda bem… estou a adorar!’. Sorri e disse-lhe: ‘Ainda bem que estás a gostar! A partir de hoje serás a minha putinha e vou-te comer sempre que quiser e farás tudo o que eu disser’ e disse-lhe isto enfiando-lhe os dedos na cona. A Marta escorria de tanto tesão e sorrindo concordou em ser minha sempre que me apetecesse. Então ordenei-lhe ‘Agora, tira minha calcinha e chupa a minha cona até eu me vir minha puta gostosa’… Ela tirou e olhou para a minha rata assustada e eu acrescentei: ‘sem medo… lambe e chupa que tu saberás como fazer’. Marta colocou então a cara entre as minhas pernas e começou a lamber meus lábios, primeiro devagar, depois mais intensamente e foi lambendo, chupando meu grelo e metendo a língua na minha cona até eu me vir na sua boca. Foi muito bom…
Beijamo-nos muito e complemente loucas de tesão, encaixamos as nossas ratas uma na outra e começamos a roçar-nos enquanto nos beijávamos e chupavamos as mamas uma da outra até rebentarmos num orgasmo ao mesmo tempo…
Ficamos assim encaixadas, abraçadas e a beijar-nos até que demos conta que já era de noite. Agarrei então a cara da Marta e disse-lhe: ‘Adoro foder com o meu marido, pois uma boa piça a comer-me a cona é fantástico, mas agora também adoro foder com mulheres e nós vamos foder muito, minha putinha gostosa!’. Marta gemeu com o que lhe disse e respondeu: ‘estou a adorar ser tua puta e vais-me foder quando quiseres. Adorei foder com uma mulher, é um tesão maravilhoso!’
Vestimo-nos e saímos dali de mãos dadas até ao carro. Dei-lhe um beijo casto nos lábios para nos despedirmos e fiquei a pensar, e se fodessemos as duas com a Carla numa próxima vez? E foi assim que percebi, sou oficialmente bi. Descobri que adoro foder com homens, mas também adoro foder com mulheres e quero foder o mais possível.
Entretanto contarei como foi o encontro a seguir…
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Erótico. Registe-se, é gratuito.

Comentários  

 
0 #2 Dotado Safado 14-09-2017 14:00
Sempre que leio fico puto de tesão e penso que temos de prestar mais atenção pois a mulher tem desejos e vontades, sim de ser safada mesmo, de sentir prazer como nunca entre paredes, independente se é evangélica, mãe, dona de casa..crente..comprometida, seja como for..tem vontade de ser bem fodida, descobrir o que sabe que existe dentro dela.. pena que as vezes não tenha coragem pra falar mais morre de desejo,por isso gosto de conversar, ajuda-la a perder a timidez e mostrar todo desejo e vontade reprimida. Nada com uma conversa pra isso...whats s (quatro, sete) nove, dois, doze, meia, quatro, onze (,,,,,)
Citar | Reportar ao administrador
 
 
0 #1 Anasonhadora 07-09-2017 16:52
Mais um óptimo conto! Adorei!
Descobriste um novo mundo que certamente será maravilhoso!
Citar | Reportar ao administrador
 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

Últimos Comentários

  • Que prazer gostoso Mais...
  • Nossa quero conhecer-te Mais...
  • https://nflvswatch.com/ https://nflvswat... Mais...
  • Ola gata gostei muito do seu conto entra... Mais...
  • Ola gostei muito do seu conto de zoo Mais...
  • Fantastic blog! Do you have any tips for... Mais...
  • I see you don't monetize your blog, don'... Mais...
  • Delicia chama no wats Mais...
  • eu fico te esperando para te dar esse t... Mais...
  • Hummm Mais...

Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner