Travestis e CrossDressers - Sonhos de uma Crossdresser - Contos Eróticos

Contos Eroticos

                   

Pesquisa Rápida


Sonhos de uma Crossdresser

Ver todos os Contos Eróticos de Rachel

Referência (ID): 1223
Nasci menino,mas desde criança sempre tive admiração pelo universo feminino talvez por conta da criação super protetora e carinhosa de mamãe,que era uma mulher vaidosa e elegante. Aos 12 anos comecei a sentir desejos de ser como as meninas, foi então que passei a experimentar as roupas de mamãe escondida. Com o passar dos dias notei que passei a encontrar roupas dela no meio das minhas em meu armário, e quando ia devolve-las ela me dizia que havia posto por engano na hora de guardar após passa-las, um dia ao chegar do colegio quando fui trocar de roupas percebi que haviam duas peças femininas em minha gaveta, era um shorte jeans e uma blusinha de adolescente, e ainda estavam com as etiquetas, mas uma vez peguei as roupas e fui entregar a minha mãe em seu quarto achando que se tratasse de mais um engano, foi então que pra minha surpresa ela disse:_ Filho essas roupas eu comprei pra vc, eu sei que vc veste minhas roupas quando não estou em casa inclusive ja vi como vc fica uma vez que cheguei em casa em silencio e pude observar pela janela, não vejo problemas nisso só que acho que vc precisa de roupas mais adequadas pra sua idade, e isso não signica que não poderei continuar a usar suas roupas, porém esse teria que ser um segredo só nosso porque papai nunca aceitaria esse meu comportamento. Após essa conversa me emocionei muito e lhe dei um abraço.
Com o passar dos anos aprendi com as dicas de mamãe e me tornei ainda mais feminina, até que durante um mes de fevereiro quando ja estava com meus 16 anos, fomos convidados a passar o carnaval na casa de praia de uma vizinha muito amiga de mamãe. Mamãe que gosta muito de carnaval se animou em ir contudo meu pai achou melhor não ir e ficar em casa descansado e eu que não tinha muitos amigos também aceitei ir.
Ao chegarmos na casa, que ficava em um lugar bem tranquilo fomos tomar banho e nos preparar pra irmos a praia, fui a me arrumar e quando fui para o quarto de toalhas peguei a bolsa que mamãe havia preparado e ao abri-la notei que so haviam roupas femininas, fui ate minha mãe que me disse que durante aqueles dias eu poderia me vestir como menina, já que na casa só haviam mulheres e ali na localidade nao tinham conhecidos, eu fiquei constrangida com a presença da amiga de mamãe, dona Elza que era uma sra de mais idade veio até a mim e disse que não tinha problemas e que ela ja estava acostumada com aquilo ja que ela tinha uma filha lesbica que morava com outra mulher e mandou eu ir experimentar o biquíni que elas tinham comprado para irmos a praia, falei que iria experimentar sim, mas que não iria a praia naquele momento porquê não iria me sentir bem na frente de outras pessoas de biquíni. Elas sairam e vesti o biquini, que ficou perfeito em meu corpo, e fui para o quintal pegar um sol, no final da tarde elas voltaram e dona Elza se mostrou surpresa ao ver me me ver de biquini, era uma adolescente magra e alta. 1.80mts 68kg e com um bumbunzinho empinado, ela me elogiou e disse que tinha o corpo mais bonito do que os de muitas meninas. Fomos nos praparar pra sair a noite, novamente fui a ultima a tomar banho, quando sai mamãe e dona Elza estavam terminando de se preparar, dona elza vestia um vestido verde floral e mamãe uma fantasia de melindrosa sexy que valorizava suas formas exuberantes de mulher madura, dona Elza me trouxe um vestidinho rosa lindo, e mamãe me deu uma sacola de lingeries pra eu escolher a que mais gostasse, após me vestir minha mãe mandou eu me sentar na penteadeira pra ela me maquiar, fez uma maquiagem carregada o que me fez sentir uma boneca ao ver o espelho. Saímos e ja no bloco recebi algumas cantadas dos rapazes, mamãe e dona Elza estavam animadas bebendo uma cervejinha. Foi então que fui comprar uma Ice pra eu beber e quando voltei não acreditei no que estava acontecendo, mamãe se encontrava aos beijos com um homem maduro e forte de seus 50 anos enquanto dona Elza conversava com ou outro sr maduro vestido de cerca de 58 anos, branco careca e com uma barriguinha, dona Elza ao me ver nos apresentou e disse que ja ia pra casa por estar se sentindo cansada, mamãe veio até a mim e me chamou pra irmos no benheiro, enquanto retocavamos a maquiagem ela me disse sobre o interesse do sr mais velho que gostaria muito de me conhecer e que eles haviam nos convidado pra irmos conversar no carro deles em um lugar mais tranquilo ao voltarmos mamãe disse que já estavamos prontas, eu fui na frente no banco do carona e mamãe atrás com seu par, durante o trajeto não acreditei quando enxerguei mamãe com a vestido abaixado e aquele homem mamando em seus seios farto que um dia mw alimentaram quando bebe e com a mão em sua Xana. Ao paramos o carro mamãe ao perceber meu constrangimento sai do carro pra namorar do lado de fora, o homem mais velho veio em minha direção e beijou minha boca. Ele então me disse que adorava meninas crossdresser como eu e havia me achado Linda, estava excitado e não demorou pra que ele tirasse pra fora seu pênis, branquinho com uma cabeça rosa, não resisti e coloquei a mão e comecei a masturbar carinhosamente, foi então que notei que mamãe se encontrava agachada encostada no carro mamando com muita destreza o mastro de seu homem, aquilo me encheu de tesão e também fui de encontro com minha boca ao pau do meu homem, me deliciei durante alguns minutos saboreando aquele pau enquanto o homem gemia de prazer ali sentado. Ele então puxou minha cabeça lingua um beijo de lingua e disse: _Senta no colo do papai filinha. Aquelas palavras aquelas palavras me deixaram louca e me fizeram ter a certeza que havia nascido pra ser puta. Subi em seu colo e enquanto me preparava pra me sentar pude observar que mamãe agora ja de pé estava de costas dando pra seu macho, se equilibrando em cima dos saltos, e o homem engatado nela penetrando com muita virilidade. Me sentei no colo de frente e coloquei seu penis que estava todo melado com minha saliva no meu cuzinho e me sentei, então pude me sentir preenchida, senti um mixto de dor prazer e um pouco de constrangimento por me encontrar naquela situação. Depois de subir e descer naquela rola algumas vezes ele começou a gemer mais alto e a estremecer, foi então que ele gozou e me encheu de porra eu então sai de cima dele fui para o banco do carona ao lado e agradeci com uma vozinha meiga, em seguida mamãe entrou no carro toda suadae sorridente e me disse aie estava muito orgulhosa de mim, então saimos e eles nos deixaram em casa.
Contato:
é necessário estar logado para enviar uma mensagem ao autor do Conto Erótico. Registe-se, é gratuito.

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Caminho:

Últimos Comentários

  • That meant that if a German resident ask... Mais...
  • You should participate in a competition ... Mais...
  • You should participate in a competition ... Mais...
  • Perfeito... Adoro contos assim... Perigo... Mais...
  • Interessante como é possível muitos home... Mais...
  • Perfeito... Adoro contos assim... Perigo... Mais...
  • Perfeito... Adoro contos assim... Perigo... Mais...
  • (quatro, sete) nove, dois, doze, meia, ... Mais...
  • Adoro mulher safada assim... E principal... Mais...
  • I do not know whether it's just me or if... Mais...

Contos Eróticos Picantes no seu Email

Insira o seu Email:

Patrocinado por FeedBurner